1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

O escritório do futuro em feira internacional

"Vivendo no local de trabalho" é o slogan da Orgatec deste ano. A feira de móveis para escritório, realizada em Colônia, parte da premissa de que a maioria de nós passa mais tempo no trabalho do que em casa.

default

O escritório de um funcionário comum alemão tem, em média, cerca de 16 metros quadrados. Tornar este modesto espaço o mais confortável possível é o desafio que se propõe a Orgatec 2004. De paredes de vidro com isolamento acústico ao abajur fototerapêutico, mais de 800 expositores de 40 países apresentam seus artigos na feira internacional de móveis para escritório, de 19 a 23 de outubro, em Colônia.

O local de trabalho não é mais o que costumava ser: o funcionário moderno deve ser sempre flexível e móvel. Por isso, segundo Hendrik Hund, presidente da associação Büro-, Sitz- und Objektmöbel, ele também necessita de um local diferente do ocupado por seus colegas nas décadas de 1980 ou 1990.

"O escritório do futuro terá bem menos divisórias internas, excetuados setores sensíveis como o de contabilidade, conferências e de pessoal. De resto, teremos formas arquitetônicas bem abertas, onde nem mesmo a mesa terá um lugar fixo", afirma Hund.

Um vislumbre do admirável mundo novo do trabalho: a prática cadeira recostável massageia as costas do funcionário, uma espécie de púlpito sobre rodas permite utilizar o laptop em qualquer ponto da sala. E, após a reunião geral, pode-se simplesmente dobrar a volumosa mesa de conferências e guardá-la num canto.

O escritório como habitat ideal

O slogan da Orgatec deste ano é "Vivendo no local de trabalho". Seus organizadores não se ocupam com questões banais de decoração, mas, sim, com visões abrangentes para o mundo profissional. Arquitetos, executivos e especialistas em trabalho discutem, durante a mostra, as formas futuras da vida no escritório, onde o empregado contemporâneo passa a maior parte de seu dia.

Segundo Rainer Hirschberg, vice-presidente da Federação Alemã dos Fabricantes de Artigos para Escritório, "a antiga concepção de escritório perdeu a validade. Trancar as pessoas em salinhas para dois significa excluí-las seriamente da comunicação, da inovação".

"Na hora de formar opinião e trocar informações, não vamos a uma conferência com hora marcada: isso tem que ocorrer no local de trabalho, em conversas espontâneas." Pesquisas mostram que a concepção espacial e organizacional é extremamente importante para os funcionários. "O clima humano e o espaço livre para se mover influenciam profundamente o bem-estar e o rendimento", conclui Hirschberg.

Concorrência incentiva a criatividade

Para Hendrik Hund, a equação é simples: escritório moderno é igual a empregados satisfeitos, que é igual a empresa forte. Ele espera que os empresários responsáveis adotem essa matemática, comprando mais móveis. Afinal de contas, nos últimos dois anos, o faturamento do setor de móveis para escritório caiu 17%, quatro mil funcionários do ramo perderam seus empregos e cerca de 30 firmas foram forçadas a fechar no país.

A concorrência internacional é grande, porém positiva para os negócios. Devido a ela, os fabricantes alemães alcançaram uma excelente relação entre preço e qualidade, assegura o presidente da Büro-, Sitz- und Objektmöbel. Eles não precisam mais invejar seus colegas italianos: "Acredito que o mobiliário alemão tem um dos melhores designs do mundo", arrisca Hund. "A economia de mercado nos forçou a encontrar soluções excelentes."

Leia mais