O engenheiro de vendas Markus Reissenweber, de Watzendorf | Entenda a Alemanha, sua diversidade, estrutura e história | DW | 16.07.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Entenda a Alemanha

O engenheiro de vendas Markus Reissenweber, de Watzendorf

Markus Reissenweber está sempre dividido entre dois fusos horários. O engenheiro de vendas é responsável pelas vendas nos EUA e mora na Alemanha. Enquanto ele está trabalhando, seus clientes ainda estão dormindo.

default

Markus Reissenweber mora com a mulher no interior da Baviera, em um lugarejo chamado Watzendorf. Para chegar ao trabalho na cidade de Coburg, leva 20 minutos de carro. Em Coburg está sediada a firma Kapp, onde Markus, de 29 anos, trabalha há pouco menos de quatro anos.

Esta empresa produz máquinas operatrizes – equipamentos de alta tecnologia para a fabricação de peças diversas para firmas conhecidas: como a Daimler, a Volkswagen ou a fabricante de tratores AGCO Fendt.

Antes da entrega, o controle

Logo que chegam à firma, os engenheiros de vendas já têm bastante trabalho: os primeiros clientes estão esperando. Os clientes vão à firma para conhecer um novo esboço ou vistoriar um equipamento que foi encomendado e está pronto.

O próximo passo é o controle: examinar se todas as exigências dos clientes foram atendidas. Muitas vezes, há necessidade de rever os planos: "Fazemos algumas mudanças aqui e ali, até chegarmos a um plano realista, que nós possamos executar e que vá agradar ao cliente".

O trabalho de Markus consiste em ir até o cliente e lhe apresentar projetos, equipamentos e alternativas para satisfazê-lo. Ele está sempre em trânsito, mas gosta desse ritmo. Na vida do engenheiro de vendas não existe tédio. Ele viaja muito e acaba conhecendo bastente gente.

Gesichter Deutschlands Porträt MaReP3

O engenheiro de vendas viaja de quatro a seis vezes por ano

De quatro a seis vezes por ano, ele viaja aos EUA. Fica por lá de uma a duas semanas. Os clientes norte-americanos têm expectativas diferentes das dos clientes alemães.

Nos EUA, os planejamentos são feitos a curto prazo e as reações são mais imediatas. "Nós, alemães, refletimos sobre o que faremos no prazo de um, dois, ou três anos. O norte-americano tem outro posicionamente: eles querem soluções rápidas, a curto prazo. E se há alguma mudança, o plano é simplesmente alterado".

No campo, em busca da tranquilidade

Markus conhece os EUA desde que fez uma estágio naquele país, quando era estudante universitário. A ideia de talvez morar por lá por alguns anos não assusta o engenheiro de vendas. Markus adora seu trabalho e precisa ser flexível para poder desempenhá-lo.

Markus nunca sabe exatamente quando poderá chegar em casa, já que o trabalho dele depende das necessidades de seus clientes. Ele e a esposa não têm filhos, por isso o engenheiro de vendas pode conciliar sem dificuldades a vida profissional e privada.

O casal mora no campo, em um lugarejo calmo e idílico, 20 km distante de Coburg. Eles escolheram morar em Watzendorf "porque aqui é possível descansar da correria do cotidiano. É só abrir a porta da casa e sair para dar um corrida pelo campo", relata Markus.

Gesichter Deutschlands Porträt MaReP2

Markus nunca sabe ao certo quando vai chegar em casa

Um prêmio pelo trabalho de conclusão de curso

O jovem engenheiro dá bastante importância para a família unida. Seus avós, seus pais e ele estão sempre prontos para ajudar uns aos outros. "No início, tive um pouco de dificuldade para lidar com esta maneira deles de ser, mas agora eu me acostumei e acho muito bonita esta união entre eles", conta sua esposa, Daniela. Os dois se conheceram no período em que estavam na universidade e se casaram em maio de 2009 .

Markus não foi sempre um estudante exemplar. Mas um dia tudo mudou: "Quando comecei a especialização no meu ramo e finalmente pude fazer o que me dava prazer, melhorei o meu desempenho". Ele ganhou até mesmo um prêmio pelo seu trabalho de conclusão de curso.

O prêmio foi oferecido pela agência de energia alemã do Estado da Renânia do Norte-Vesfália. O jovem abordou em seu trabalho a unidade de produção eficiente de energia.

Markus é uma pessoa perseverante e ri enquanto explica sua filosofia de vida: "Quando você sofre uma derrota, não pode se deixar abalar nem pensar em desistir. Tem que se preparar e tentar mais uma vez. Não importa qual seja o objetivo: se você continuar, com certeza, uma hora vai dar certo. Esta é a sorte dos perseverantes".

Autora: Angelina Verbica (aj)

Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais

Links externos