1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

O aniversariante do faz-de-conta

O alemão Otfried Preussler completa 80 anos com a alegria de ter fãs mirins em todo o mundo.

default

O autor Otfried Preussler

Com seu jeito calmo e introspectivo, o velhinho de rosto redondo e ralos cabelos brancos bem que poderia habitar o mundo do faz-de-conta que ele cria. Há mais de 50 anos, Otfried Preussler relata aventuras que em nada lembram o mundo real. Um de seus livros mais famosos, A pequena bruxa, é até hoje o mais vendido de seu repertório. Os heróis e as heroínas possuem poderes que qualquer ser humano gostaria de ter: fazem mágicas, ficam invisíveis, voam em vassouras...

Seus personagens não tiveram uma campanha publicitária como a de Harry Potter, mas isto não significa que sejam menos interessantes. As histórias criadas por Preussler aguçam a imaginação da garotada, seu público-alvo, e também encantam adultos. Não é à toa que seus 30 livros já foram traduzidos para mais de 45 idiomas e contam com uma tiragem que ultrapassa a marca dos 40 milhões de exemplares vendidos.

Buchcover: Das kleine Gespenst von Otfried Preußler

Capa da edição alemã de O pequeno fantasma

No Brasil, muitas crianças já leram as peripécias de A bruxa sabida, O pequeno fantasma, A história do unicórnio, O menino das águas, Krabat no moinho das águas negras e Catabrum e a sopa envenenada, só para citar alguns exemplos. Uma das peculiaridades de sua obra é que todas as histórias têm um final feliz. E isto, acreditem, lhe rendeu críticas. Alguns consideram seus livros ultrapassados para as crianças do século 21.

“Crianças são em primeira linha crianças”, afirmou Preussler lembrando que hoje em dia os menores são cada vez mais confrontados com problemas do mundo adulto que em nada condizem com a infância. Para ele, é o mundo da fantasia que ajudará as crianças a lidar com as situações futuras.

Com suas histórias fictícias, ele tenta despertar o otimismo e a crença em valores como amizade, solidariedade e respeito. “As pessoas precisam de histórias da mesma forma que necessitam do pão diário.”

Escreva outra coisa

Preussler sempre gostou de contar histórias fantásticas. Ele adquiriu o gosto graças à influência de suas tias e avó, que lhe relatavam lendas e contos populares da Boêmia, sua região natal. Filho de um etnólogo, o escritor nasceu na cidade de Reichenberg (hoje Liberec, República Tcheca), no norte da Boêmia, no dia 20 de outubro de 1923.

Ele serviu na guerra e ficou confinado em uma prisão russa antes de poder ir ao encontro da família, que estava no Estado alemão da Baviera após ser expulsa da Boêmia. Durante o tempo em que esteve aprisionado, Preussler descobriu a força positiva das histórias, que o ajudaram a superar os momentos mais difíceis dos cinco anos no cárcere.

Otfried Preussler und Hotzenplotz

O autor Otfried Preussler com uma figura de papel de um de seus personagens

Na cidade de Rosenheim, ele se formou professor e deu aulas até 1970, quando decidiu se dedicar à vida de escritor. Todas as aventuras relatadas têm influência de lendas da Boêmia. Quando terminou seu primeiro livro, O menino das águas, e o mostrou a um editor, ouviu como resposta: ”Contos de fadas não interessam, escreva sobre o mundo real”. Em outra editora, conseguiu publicar seu conto, em 1956.

Meus queridos críticos

Os melhores e mais importantes críticos de Preussler são as crianças. “Eles não são bobos”, disse o escritor, estimado pela qualidade do conteúdo de suas obras. Engana-se quem imagina que suas histórias sejam escritas rapidamente. Para concluir Krabat, Preussler demorou dez anos. Foi uma exceção, é claro, mas ele gosta de ler, reler e fazer modificações até que a obra esteja à altura de seu estimado público.

A escolha pelo mundo fictício lhe rendeu muitos prêmios. Suas histórias já foram para as telas do cinema e palcos de teatros. Mas é o reconhecimento da garotada que mais o estimula. Em sua página na internet, ele recebe e-mails de fãs de todo o mundo. Aos 80 anos de idade, Preussler continua cultivando seu mundo faz-de-conta com o mesmo espírito jovem de seus personagens.

Leia mais

Links externos