Nu de Modigliani atinge valor recorde na Sotheby′s | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 15.05.2018
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Nu de Modigliani atinge valor recorde na Sotheby's

Quadro "Nu couché (sur le cote gauche)" é arrematado por 157,2 milhões de dólares, preço mais alto já arrecadado pela tradicional casa de leilões em Nova York. Obra de 1917 causou escândalo em sua época.

O quadro Nu couché (sur le cote gauche) é parte de uma série na qual Modigliani reinventou o nu artístico

O quadro "Nu couché (sur le cote gauche)" é parte de uma série na qual Modigliani reinventou o nu artístico

Um quadro do pintor italiano Amedeo Modigliani se tornou o item mais valioso a ser vendido pela tradicional casa de leilões Sotheby's em Nova York, atingindo o valor recorde de 157,2 milhões de dólares.   

O óleo sobre tela Nu couché (sur le cote gauche) (Nu deitado [sobre o lado esquerdo]), pintado em 1917, era a principal obra da primeira jornada de uma nova temporada de leilões de arte na Sotheby's e na casa de leilões Christie's, que vai até esta quinta-feira. O valor estimado para o quadro de Modigliani era inicialmente de 150 milhões de dólares.

O quadro, de 147 centímetros de largura, é a obra de maior dimensão feita por Modigliani. Ela fazia parte de uma série escandalosa para a época, na qual o artista italiano reinventou o nu artístico, segundo informou a Sotheby's.

"Durante sua exibição de estreia, em 1917, essas imagens impressionantes e sensuais literalmente pararam o trânsito e levaram a polícia a fechar a exposição. Hoje, a série é reconhecida como uma das realizações seminais da pintura moderna", afirmou a casa de leilões.

O preço inicial era de 125 milhões de dólares, mas quase não houve ofertas para comprá-lo. No leilão, que durou menos de três minutos, a obra foi arrematada por 139 milhões. O preço final, de 157,2 milhões, inclui as gratificações que o comprador deve pagar.

Apesar de expressivo, o valor ficou abaixo dos 170,4 milhões de dólares atingidos por outra obra de Modigliani em um leilão da Christie's em novembro de 2015.

O valor recorde atingido em um leilão de arte continua sendo de Salvator Mundi, de Leonardo Da Vinci, arrematado por 450,3 milhões de dólares na Christie's em 15 de novembro de 2017.

RC/efe/dpa

_______________

A Deutsche Welle é a emissora internacional da Alemanha e produz jornalismo independente em 30 idiomas. Siga-nos no Facebook | Twitter | YouTube | WhatsApp | App | Instagram

Leia mais