1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Novos modelos para aumentar as vendas

No Detroit Auto Show, as fábricas alemãs de automóveis fazem balanço dos negócios do ano passado. E apresentam planos para o futuro e novos modelos, que visam sobretudo a conquistar consumidores em todo o mundo.

default

A Audi apresentou em Detroit o Audi Quattro com motor V8 diesel


Com uma ofensiva de lançamento de novos modelos, as empresas automobilísticas alemãs querem aumentar as suas vendas em todo o mundo. No Detroit Auto Show, que abriu suas portas no último domingo, executivos do setor citaram os preços de matérias-primas, as guerras de preço e a desvalorização do dólar como os principais fatores de risco para a indústria automobilística alemã.

Para 2005, a BMW, a Porsche e a Mercedes esperam aumentar a sua participação no mercado dos Estados Unidos, o mais importante do mundo. A Volkswagen quer melhorar seu faturamento anual, após a drástica redução de lucros em 2004.

Motores híbridos

Wendelin Wiedeking, Chef der Porsche AG

Wendelin Wiedeking: primeiro motor híbrido alemão para o Cayenne

A indústria automobilística alemã, em seu todo, negligenciou uma tendência importante do mercado norte-americano, que já começa a espalhar-se por todo o mundo: a dos motores com alimentação híbrida – por eletricidade e gasolina ou óleo diesel. Isso poderá custar pontos preciosos na concorrência pela preferência dos consumidores, não apenas nos Estados Unidos.

Até agora, a Porsche foi a única montadora alemã a abordar o assunto. O presidente da empresa, Wendelin Wiedeking, anunciou para meados de 2005 o lançamento de um modelo do off road Cayenne com motor híbrido. A Porsche está convicta de que a inocuidade para o meio ambiente será um dos fatores mais importantes para o desenvolvimento da indústria automobilística no futuro, acrescentou Wiedeking.

Marcas em expansão

Der neue Porsche 911 Carrera S Cabriolet Auto Show Detroit 2005

Porsche 911 Carrera: lista de espera para os compradores

Principal montadora alemã de carros esportivos, a Porsche pode orgulhar-se de enorme êxito nos Estados Unidos. Em Detroit, foi lançada a nova versão do 911 Carrera e, já agora, é longa a lista de espera para os consumidores americanos interessados em adquiri-lo.

A BMW teve um recorde de negócios em todo o mundo, totalizando mais de 1,2 milhão de veículos vendidos. Este ano, a montadora de Munique quer aumentar ainda mais o seu faturamento e registrar novos recordes. Como a Porsche, também a BMW logrou aumentar sua participação no mercado americano em 2004, apesar de fatores negativos – como, por exemplo, a supervalorização do euro em relação ao dólar.

Novos modelos VW

Auto Show Detroit VW

Volkswagen: 20 novos modelos para aumentar vendas em todo o mundo

O conglomerado Volkswagen conseguiu em 2004 um aumento de vendas da ordem de 1,3% em todo o mundo, totalizando mais de 5 milhões de veículos vendidos. Mas em especial na Alemanha, na China e nos EUA, a empresa acabou perdendo terreno, como admitiu seu presidente, Bernd Pischetsrieder. Isso repercutiu no balanço dos lucros empresariais.

A solução pensada pela VW é redespertar o interesse dos consumidores através do lançamento de 20 novos modelos em todo o mundo. O carro-chefe para a reconquista do mercado americano deverá ser o novo Jetta, que está sendo lançado esta semana no Detroit Auto Show.

Mercedes e Chrysler

Neue M-Klasse von Mercedes - Auto Show Detroit

A nova Classe M: também a Mercedes aposta em novos modelos

Para a Daimler-Chrysler, a situação mostrou-se ainda pior em 2004. O conglomerado só logrou fechar o ano com um aumento de 2,1% nas vendas (um total de 3,9 milhões de veículos vendidos), graças à excelente performance da Chrysler nos EUA. Seu novo modelo esportivo Crossfire está entre os carros mais vendidos no mercado americano.

O Mercedes Car Group pretende recuperar terreno no mercado americano com os novos modelos das chamadas Classe M e Classe S. Ao contrário dos rumores que se espalharam rapidamente no setor, a Mercedes decidiu não suspender a produção deficitária do minicarro Smart. No entanto, o desenvolvimento de um modelo off road – o Smart "formore" – foi interrompido, não se sabendo quando será retomado.

Leia mais