1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Novos dados econômicos geram otimismo na UE

O desemprego permaneceu inalterado em fevereiro, na União Européia e na zona do euro. Ao mesmo tempo, aumentou o índice de avaliação da conjuntura.

default

Trabalhador da construção civil

A situação econômica continua melhorando na União Européia, a medir pelos últimos dados e estimativas. O índice de avaliação da conjuntura aumentou 0,3 ponto em março para 99,8 pontos. Na zona do euro ele aumentou 0,2 para 99,5 pontos, informou, nesta quarta-feira (3), a Direção Geral de Economia e Finanças da Comissão Européia, em Bruxelas. O índice do clima econômico inclui a avaliação da indústria, do setor de construção civil, do comércio e dos consumidores, bem como das transações nas bolsas de valores da UE.

O maior aumento verificou-se no setor de prestação de serviços, onde o índice de confiança na conjuntura aumentou de +3 para +8. Na indústria, ele também subiu, passando de – 14 para –11. Na construção civil ele caiu de –10 para –11. O índice de março permaneceu inalterado no comércio varejista (–15) e entre os consumidores (-9).

Desemprego - Outros dados referentes à conjuntura, divulgados pela Agência Européia de Estatísticas (Eurostat), confirmam o quadro geral. O índice de desemprego permaneceu inalterado em fevereiro, em relação ao mês anterior. Sem efeitos sazonais, ele foi de 8,4% na zona do euro e 7,7% na União Européia. Os economistas contavam com um ligeiro aumento do desemprego.

Nos 12 países da Eurolândia havia 11,5 milhões de pessoas sem trabalho, na União Européia, 13,4 milhões. Na Alemanha, o desemprego permaneceu em 8,1% em fevereiro, pelos dados da Eurostat. Os índices mais baixos foram registrados na Holanda (2,3%) e em Luxemburgo (2,6%). A Espanha continua tendo o mais alto (12,9%).

Preços ao produtor - Outro dado divulgado pela Eurostat é o preço ao produtor (indústria). Na zona do euro ele aumentou 0,1% em fevereiro, em relação a janeiro. Nos 15 países da UE, os preços não se alteraram. Em janeiro, o índice aumentou 0,3% nas duas regiões. Na comparação anual, os preços para a produção industrial diminuíram 1,1% na Eurolândia e 1,0% na União Européia.