1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Novos confrontos entre polícia e manifestantes em Hong Kong

Centenas de manifestantes pró-democracia voltam a enfrentar a polícia em Hong Kong. Os agentes dispararam gás lacrimogêneo contra os estudantes, que tentaram cercar a sede do governo.

Pelo menos uma dezena de manifestantes foi detida, na noite deste domingo (30/11), em novos confrontos entre manifestantes pró-democracia e a polícia chinesa, informou a Federação de Estudantes de Hong Kong, que convocou o protesto junto ao movimento Scholarism.

"Queremos a verdadeira democracia", "Cercar a sede. Paralisar o governo", "Queremos o sufrágio universal", gritavam os manifestantes, enquanto a polícia, que destacou quase três mil agentes para a área, lhes pedia através de alto-falantes que se dispersassem.

Além dos manifestantes que se encontravam na linha da frente, milhares de pessoas ocuparam o parque Tamar, perto da sede do governo. O número de manifestantes tem diminuído desde o início dos protestos, há dois meses. Eles exigem eleições livres em 2017 para o governo da cidade chinesa que goza de autonomia parcial.

A China se recusa a ceder e o apoio público tem diminuído devido à ocupação de importantes vias da cidade, que prejudica o cotidiano dos habitantes. Em seu auge, os protestos atraíram até 100 mil pessoas às ruas da cidade, que foi colônia britânica até 1997.

Na madrugada de sábado, confrontos entre os manifestantes pró-democracia e a polícia causaram 10 feridos e 28 pessoas foram detidas.

CA/dpa/lusa

Leia mais