1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Novos capítulos de "Os Herdeiros de Schliemann" na DW-TV

O arqueólogo alemão Heinrich Schliemann e seus sucessores procuraram desvendar a história da humanidade. A série "Os Herdeiros de Schliemann", exibida pela DW-TV em março, mostra as descobertas dos arqueólogos alemães.

default

A série 'Os Herdeiros de Schliemann' mostra as pesquisas de arqueólogos alemães


A partir deste sábado, 6 de março, a DW-TV transmite quatro novos capítulos da série Os Herdeiros de Schliemann: arqueólogos, engenheiros e cientistas – os herdeiros do arqueólogo Heinrich Schliemann, o descobridor de Tróia – apresentam novas questões sobre o passado, com o objetivo de decifrar pormenores da história da humanidade.

O primeiro capítulo, Armagedon, a Batalha do Faraó, será transmitido no dia 6 de março e conta a história da última guerra entre e o bem e o mal da humanidade. Armagedon tem um modelo real – a cidade de Megido da antiga Palestina que, no ano de 1457 a.C., foi palco de um combate dos egípcios contra um inimigo conhecido apenas como "asiático".

No dia 13 de março, será apresentado o capítulo Angkor Wat, a Atlântida na Selva – um templo, construído entre os séculos 9 e 14 na região do atual Camboja e de tamanho superior ao da pirâmide de Queops no Egito. A "Atlântida da selva" corre o risco de converter-se em ruína. Por isso, os cientistas tentam salvar a valiosa obra e conquistar novos dados da história de Angkor Wat.

Em O Enigma do Império de Cobre, que será transmitido no dia 20 de março, mostra-se o trabalho de uma equipe de arqueólogos alemães, que recebeu autorização para fazer escavações no Irã, pela primeira vez desde a revolução de 1979. A intenção é, juntamente com cientistas iranianos, buscar vestígios do "reino perdido do cobre", que existiu há mais de seis mil anos.

O capítulo Buscando o Código dos Nazca, que vai ao ar no dia 27 de março, mostra um dos grandes enigmas da humanidade: as linhas de Nazca, no Peru, somente visíveis a partir de grande altitude – por exemplo, de aviões. São dezenas de milhares de representações gigantescas, como espirais, trapézios, figuras humanas e animais, que cobrem a superfície do planalto de Nazca.

História de Schliemann

Nascido no dia 6 de janeiro de 1822 em Neubukow, na Alemanha, Heinrich Schliemann ficou fascinado pela guerra de Tróia desde os sete anos de idade, quando ganhou de presente do pai o livro A História do Mundo, de George Ludwig Jerrer. Acreditando na veracidade da batalha, Schliemann intrigou-se com o mistério de a cidade ter desaparecido sem deixar vestígios.

Entretanto, sua carreira de arqueólogo só foi iniciada quando tinha 45 anos e após ter concluído seu estudo de arqueologia na Universidade da Sorbonne, em Paris, em 1867.

ZDF Film Schliemanns Erben

Série 'Os Herdeiros de Schliemann'

Schliemann iniciou as primeiras escavações na ilha de Ítaca, na Grécia, com o objetivo de encontrar o palácio de Ulisses. Mas o que achou foi uma estátua de barro, ossos de animais e vinte vasos com cinzas humanas, que declarou – sem comprovação – serem de Ulisses e Penélope ou de seus descendentes.

A partir de 1871, Schliemann e uma centena de trabalhadores turcos escavaram a colina onde ele acreditava que encontraria a lendária Tróia. Em 1873, as escavações revelaram as fundações de um palácio, que o arqueólogo dizia ser o palácio de Príamo. A partir daí, ele escavou com a esposa, sem a ajuda dos turcos, um rico tesouro, a que chamou de Tesouro do Príamo.

Nos anos seguintes, fez outras escavações na Grécia e suas descobertas foram divulgadas em jornais internacionais.

No dia 26 de novembro de 1890, Schliemann faleceu em Nápoles, quando se encontrava a caminho da Grécia, em conseqüência das complicações geradas por uma operação no ouvido, realizado poucas semanas antes em Halle, na Alemanha.

Horários no Brasil

No Brasil, os horários de transmissão de cada um dos quatro novos capítulos da série Os Herdeiros de Schliemann são os seguintes:

  • Em alemão
    Sábado, às 12h30 (15h30 UTC)
    Domingo, às 00h30 (03h30 UTC) e às 18h30 (21h30 UTC)
    Segunda-feira, às 06h30 (09h30 UTC)
  • Em inglês
    Sábado, às 15h30 (18h30 UTC)
    Domingo, às 03h30 (06h30 UTC) e às 21h30 (00h30 UTC de segunda-feira)
    Segunda-feira, às 9h30 (12h30 UTC)
  • Em espanhol
    Sábado, às 18h30 (21h30 UTC)
    Segunda-feira, às 23h30 (02h30 UTC de terça-feira)

    Entre parênteses, o horário internacional UTC ou GMT. Ele corresponde ao fuso horário do meridiano de Greenwich, sendo três horas mais tarde que a hora de Brasília.

Leia mais