1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Novo terremoto deixa mortos no Nepal

Sismo de 7,3 de magnitude volta a causar danos no país, 17 dias após tremor que deixou mais de 8 mil vítimas. Deslizamentos de terra e desabamento de prédios provocam mortes e fazem centenas de feridos.

Mais um forte terremoto atingiu o Nepal nesta terça-feira (12/05), perto da fronteira com a China, entre a capital Katmandu e o Monte Everest. O tremor deixou ao menos 36 mortos e 980 feridos, segundo o Ministério do Interior nepalês.

De acordo com a Pesquisa Geológica dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês), o sismo teve magnitude de 7,3 na escala Richter. Ele ocorreu apenas 17 dias após o país ser devastado por um terremoto de 7,8 de magnitude, que deixou mais de 8,1 mil mortos e 17,8 mil feridos.

O novo tremor, ocorrido às 12h35 (hora local), atingiu uma área de montanhas remota, provocando deslizamentos de terra e derrubando prédios.

Um segundo terremoto de 6,3 graus atingiu a região meia hora mais tarde, seguido de tremores secundários, segundo a USGS. Ondas sísmicas também foram sentidas no norte da Índia, até a capital Nova Déli, onde prédios tremeram por mais de um minuto.

"Temos relatos de que alguns edifícios em Katmandu desabaram", informou um porta-voz do ministério do Interior. No momento do tremor, moradores da capital correram para fora de suas casas, com medo de que desabassem. Ao menos 20 feridos foram admitidos no hospital da cidade.

Mortes foram registradas no distrito de Chautara, a leste de Katmandu, área que havia sido bastante abalada pelo terremoto do dia 25 de abril. "De acordo com relatos, quatro pessoas morreram em razão do desabamento de edifícios", disse Paul Dillon, porta-voz da Organização Internacional para a Migração (OIM).

As autoridades nepalesas tentam restabelecer linhas telefônicas e coletar informações sobre o número de mortos e feridos. Outras quatro mortes foram registradas em estados indianos que fazem fronteira com o Nepal. No Tibete, uma pessoa morreu após um automóvel ser atingido por pedras.

O aeroporto de Katmandu, a principal entrada da ajuda internacional ao país, foi fechado por precaução. Equipes de resgate internacionais ainda trabalham para levar água, alimentos e assistência médica às regiões afetadas pelo terremoto de abril.

RC/ap/afp/rtr/dpa

Leia mais