1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Novo exame descarta caso de ebola no Brasil

Segundo teste feito no guineense Souleymane Bah, que continua internado no Rio, dá negativo. Pessoas que tiveram contato com ele e estavam sendo monitoradas são liberadas.

O Ministério da Saúde informou nesta segunda-feira (13/10) que o segundo teste confirmou que Souleymane Bah, primeiro caso suspeito de ebola do Brasil, não tem o vírus. O homem de 47 anos, originário da Guiné, deve receber alta em breve.

Segundo o ministro Arthur Chioro, Bah segue internado no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio. As pessoas que tiveram contato com ele e que ficaram em observação, porém, foram liberadas do monitoramento.

“Todas as medidas de prevenção e de vigilância em relação ao ebola permanecem. Ao mesmo tempo em que passamos tranquilidade à população, entendemos que se trata de uma enfermidade de risco pequeno, mas que não podem ser descartadas as medidas de prevenção”, disse o ministro.

Souleymane Bah chegou ao Brasil em 19 de setembro. Em Cascavel (Paraná), o africano sentiu febre em 8 de outubro, e, no dia seguinte, procurou uma Unidade de Pronto-Atendimento. O Ministério da Saúde foi acionado, e o paciente transferido para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, no Rio, onde permanece internado.

Nele, foram feitos dois exames de sangue: um no dia em que o Ministério da Saúde foi alertado sobre a suspeita, e outro 48 horas depois. O procedimento é o indicado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Guiné é um dos Estados que concentra a epidemia da doença na África. No país, cerca de 1.350 pessoas foram contaminadas, e 778 morreram, segundo a OMS.

RPR/ rtr/abr

Leia mais