1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Novo asteroide passa perto da Terra no Dia das Bruxas

Corpo celeste descoberto três semanas atrás vai chegar a 480 mil quilômetros da Terra – 1,3 vez a distância da Lua. Não há riscos de colisão, garantem os cientistas.

O que cruza os céus terrestres neste sábado (31/10) não será uma bruxa montada na vassoura: um asteroide de 400 metros passa relativamente perto da Terra. Segundo a agência espacial americana Nasa, o 2015 TB145 se manterá a uma distância segura. No ponto de maior aproximação, ele deverá estar a 480 mil quilômetros do planeta – cerca de 1,3 vez mais distante do que a Lua.

O 2015 TB145 foi descoberto três semanas atrás, por astrônomos da Universidade do Havaí. Invisível a olho nu, quem quiser observá-lo no Dia das Bruxas precisará pelo menos de um pequeno telescópio. Os pesquisadores da Nasa vão acompanhar a passagem com telescópios ópticos e radiotelescópios.

Os asteroides são pequenos corpos celestes remanescentes da época da formação dos planetas. Esses rochedos de formato irregular se movimentam como os demais planetas, em órbita ao redor do sol. A maior parte deles pode ser encontrada no assim chamado "Cinturão de asteroides" entre Júpiter e Marte. Existem milhões deles, e colisões sua órbita, transformando-os em ameaças para a Terra.

A descoberta do 2015 TB145, apenas cerca de três semanas atrás, "mostra a necessidade de observarmos o céu continuamente", aponta Detlef Koschny, especialista em objetos próximos à Terra da Agência Espacial Europeia (ESA), em Noordwijk, Holanda.

Entre os asteroides conhecidos, só é esperado para 2027 um sobrevoo tão próximo, quando o AN10 1999, de 800 metros, transitará a mais ou menos a distância da Lua. No entanto, os encontros com asteroides costumam só ser detectados a curto prazo, como no caso do 2015 TB145.

AF/dpa

Leia mais