1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Nove norte-americanos arrancam empate de dez italianos

Em jogo marcado por faltas brutais e três expulsões, EUA anulam favoritismo da Itália, conseguem empate de 1 a 1 e embolam completamente a situação no grupo E.

default

Cannavaro (e) em duelo com Donovan (EUA), num jogo marcado pela brutalidade

A seleção dos Estados Unidos aplicou um freio neste sábado (17/06) nas ambições da Itália de conquistar o quarto título numa Copa do Mundo. Diante de 46 mil torcedores – a maioria italianos – no Fritz-Walter-Stadion em Kaiserslautern, os norte-americanos arrancaram um empate de 1 a 1, numa partida violenta, que já teve duas expulsões no primeiro tempo, fato que havia ocorrido pela última vez na Copa de 1990 na Itália.

Depois da surpreendente vitória de 2 a 0 de Gana sobre a República Tcheca, os EUA iniciaram o jogo sabendo que ainda tinham chances mínimas para continuar na disputa por uma vaga às oitavas-de-final no grupo E. Mas o que ninguém esperava é que fossem preservar essas chances diante da favorita Itália, ainda mais que no segundo tempo a equipe ficou dizimada a nove jogadores em campo.

Os norte-americanos surpreenderam os italianos desde o início com uma marcação forte, dominando o jogo e buscando o ataque, bem ao contrário do que fizeram na derrota de 3 a 0 contra a República Tcheca. Totti e Perrota, elogiados pela atuação na estréia, não conseguiram se impor contra o meio-campo dos EUA. Mas, mesmo assim, os italianos abriram o placar na primeira chance real de gol.

Aos 22 minutos, Gilardino marcou de cabeça, da entrada da pequena área, aproveitando cobrança de falta de Pirlo. Quatro minutos depois, no outro lado, o zagueiro Zaccardo tentou afastar uma cobrança de falta dos EUA e marcou gol contra, igualando o marcador: 1 a 1.

WM 2006 - Italien - USA Spielszene Rote Karte für Daniele de Rossi nach Attacke auf US-Spieler Brian McBride

McBride sangra no rosto, após receber cotovelada de De Rossi

A partir daí, o jogo desandou, e o melhor homem em campo acabaria sendo o árbitro uruguaio Jorge Larrionda, que manteve a calma para apitar uma verdadeira "batalha campal", com futebol de baixo nível. Aos 27 minutos, o italiano De Rossi deu uma cotovelada no rosto do atacante McBride e foi expulso.

O primeiro tempo terminou empatado: 1 a 1 em gols e cartões vermelhos, depois que, aos 44 minutos, Mastroeni (EUA) foi mandado para o chuveiro por falta criminosa em Pirlo.

Logo após o apito inicial da segunda etapa, Pope, que já havia sido advertido com cartão amarelo no primeiro tempo, deu rasteira em Gilardino, levou o segundo amarelo e também foi expulso. Na seqüência, a Itália aproveitou os espaços para ter mais posse de bola, mas não soube transformar a superioridade numérica em campo em vantagem no placar.

Nos últimos vinte minutos, a squadra azzurra não criou mais nenhuma chance real de gol, enquanto os norte-americanos, num contra-ataque, ainda tiveram um gol de Beasley anulado, porque McBride, em posição de impedimento, supostamente atrapalhou a visão do goleiro Buffon.

Com o empate, as quatro equipes do grupo E – Itália, República Tcheca, Gana e EUA – ainda têm chances de se classificar às oitavas-de-final. Os italianos, líderes do grupo com quatro pontos, estão na situação mais confortável, com um pé na próxima fase.

ITÁLIA 1 X 1 EUA

Itália
Buffon; Zambrotta, Nesta, Cannavaro e Zaccardo (Del Piero); De Rossi, Perrota, Pirlo e Totti (Gattuso); Luca Toni (Iaquinta) e Gilardino.
Técnico : Marcello Lippi

Estados Unidos
Keller; Cherundolo, Onyewu, Pope e Bocanegra; Convey (Convez), Reyna, Mastroeni, Dempsey (Beasley); Donovan, McBride.
Técnico : Bruce Arena

Data : 17/6/2006
Local : Fritz-Walter-Stadion, em Kaiserslautern
Horário : 21h (16h de Brasília)
Árbitro : Jorge Larrionda (Uruguai)
Assistentes : Walter Rial e Pablo Fandino (ambos do Uruguai)
Cartões amarelos: Totti e Zambrotta (I)
Cartões vermelhos: Pope e Mastroeni (EUA) e De Rossi (I)
Gols: Gilardino (I), Zaccardo (contra para os EUA)

Leia mais