1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Brasil

Nova fase da Lava Jato faz buscas em quatro estados

Polícia Federal inicia nona etapa da operação que investiga Petrobras e cumpre 62 mandados em São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Santa Catarina. Tesoureiro do PT é levado para depor.

A Polícia Federal iniciou na madrugada desta quinta-feira (05/02) a nona etapa da Operação Lava Jato, que investiga esquemas de corrupção na Petrobras. Ao todo, estão sendo cumpridos 62 mandados simultaneamente em quatro estados – São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia e Santa Catarina.

A nova fase é dividida em duas partes. Uma investiga a BR Distribuidora e o pagamento de propina por empresas baseadas em Santa Catarina. A outra apura a participação de operadores de lavagem de dinheiro para dirigentes da estatal petrolífera.

Dos 62 mandados, um é de prisão preventiva; três de detenção temporária; 18 de conduções coercitivas (quando alguém é levado para prestar depoimento); e 40 de busca e apreensão. Os crimes investigados são de corrupção ativa, lavagem de dinheiro, organização criminosa e fraude em licitação.

Um dos alvos é o tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que mora em São Paulo. Ele recebeu um mandado de condução coercitiva e foi levado pela PF a depor. A polícia espera receber informações sobre empréstimos pedidos por ele a pessoas com contrato com a Petrobras.

A operação foi batizada pela PF de My Way, título de uma música de Frank Sinatra. Segundo a investigação, era assim que o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco se referia a Renato Duque, ex-diretor de serviços da companhia.

As investigações acontecem

um dia depois

de a presidente da Petrobras, Graça Foster, e cinco diretores da empresa se demitirem dos cargos. A continuidade da cúpula da estatal se mostrou insustentável em meio às denúncias de corrupção e perda de 88 bilhões de reais nos ativos da empresa.

Nesta quinta, o novo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), assinou o ato de criação de uma nova CPI para investigar as irregularidades na Petrobras. O próximo passo será a indicação dos membros pelos partidos.

RPR/abr/ots

Leia mais