1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Nos pênaltis, Holanda supera Costa Rica e enfrenta Argentina na semifinal

Após 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, goleiro reserva entra em campo, defende duas cobranças e coloca holandeses pela segunda vez seguida entre as quatro melhores seleções da Copa do Mundo.

A Holanda precisou de 120 minutos – e das defesas de seu goleiro reserva na disputa por pênaltis – para superar a Costa Rica neste sábado (06/07), na Fonte Nova, e garantir vaga nas semifinais da Copa do Mundo, quando enfrentará a Argentina.

O estádio que se acostumou a ter goleadas nesta Copa viu o melhor ataque do Mundial parar no aguerrido sistema defensivo costarriquenho e nos milagres do goleiro Keylor Navas, sem conseguir tirar o zero do placar.

Foram 64% de posse de bola para a Holanda durante todo o jogo, com 20 finalizações a gol contra apenas seis dos centro-americanos. Em três ocasiões, quando conseguiram passar por Navas, os holandeses acertaram a trave.

A vitória só saiu quando, a 30 segundos do fim da prorrogação, o técnico Louis van Gaal decidiu trocar o goleiro Cillessen pelo reserva Krul, famoso por pegar pênaltis. Ele defendeu duas cobranças e, por 4 a 3, a Holanda saiu vitoriosa de Salvador.

Em busca de mais uma vaga na final e do título inédito, os holandeses enfrentam agora os argentinos, na próxima quarta-feira, em São Paulo. Na véspera, em Belo Horizonte, jogam Brasil e Alemanha.

O jogo

Os primeiros 45 minutos foram de um time só na Fonte Nova. Foram 62% de posse de bola para os holandeses, que tiveram pelo menos três chances claras de marcar. Todas, porém, pararam nas mãos do goleiro Navas.

WM 2014 Viertelfinale Niederlande Costa Rica

A 30 segundos do fim da prorrogação, técnico holandês decidiu trocar o goleiro

Foi assim no chute de Van Persie, aos 22, sozinho dentro da área; na finalização forte de Depay aos 29, defendida com os pés pelo goleiro; e na cobrança de falta de Sneijder aos 39, que o goleiro foi buscar no ângulo.

Acuada, a Costa Rica não conseguia sequer emplacar contra-ataques. Sua melhor chance foi numa bola alçada na área, que resultou numa meia bicicleta de Borges cortada quase na linha do gol pela defesa holandesa.

No segundo tempo, após 20 minutos em ritmo mais lento, a Holanda retomou a pressão e ficou várias vezes perto de marcar. Mas parou ora nas boas defesas de Navas, ora na falta de pontaria de seus atacantes, sobretudo Van Persie.

Nos dez minutos finais, Sneijder acertou a trave de Navas em cobrança de falta, e Van Persie obrigou o goleiro a fazer grande defesa num chute à queima-roupa. Nos acréscimos, o mesmo capitão holandês, que minutos antes furara uma bola na pequena área, viu um chute seu numa confusão na área ser tirado em cima da linha por Tejeda e ainda tocar no travessão.

WM 2014 Viertelfinale Niederlande Costa Rica

Navas fez grande partida, parou o ataque holandês, mas não defendeu nenhum pênalti

A prorrogação manteve o tom do tempo regulamentar. Sneijder acertou novamente o travessão de Navas e, nos minutos finais, Ureña, em jogada individual, só não fez o gol da vitória porque Cillessen defendeu com os pés.

Antes do fim da prorrogação, Van Gaal ainda trocou Cillessen, que nunca defendeu um pênalti em sua carreira, por Krul. E a opção se mostrou acertada: o goleiro reserva pegou duas cobranças, de Bryan Ruiz e Umaña, e colocou a Holanda nas semifinais. A Costa Rica deixa o Mundial invicta, com três empates e duas vitórias.

Ficha técnica

Holanda 0 (4) x 0 (3) Costa Rica

Local: Arena Fonte Nova, Salvador

Arbitragem: Ravshan Irmatov (Uzbequistão) auxiliado por Abduxamidullo Rasulov (Uzbequistão) e Bakhadyr Kochkarov (Quirguistão).

Pênaltis:
Holanda: Robin van Persie (√), Arjen Robben (√), Wesley Sneijder (√), Dirk Kuyt (√)
Costa Rica: Celso Borges (√), Bryan Ruíz (x), Giancarlo González (√), Christian Bolaños (√), Michael Umaña (x).

Cartões amarelos: Jùnior Díaz (37'/1T), Michael Umaña (6'/2T), Bruno Martins Indi (18'/2T), Giancarlo González (35'/2T), Johnny Acosta (2'/2P), Klaas-Jan Huntelaar (10'/2P)

Holanda: Jasper Cillessen (Tim Krul 15'/2P); Stefan De Vrij, Ron Vlaar, Bruno Martins Indi (Klaas-Jan Huntelaar 1'/2P); Dirk Kuyt, Georginio Wijnaldum, Wesley Sneijder, Daley Blind; Arjen Robben, Memphis Depay (Jeremain Lens 30'/2T) e Robin van Persie. Técnico: Louis van Gaal.

Costa Rica: Keylor Navas; Johnny Acosta, Giancarlo González, Michael Umaña; Cristian Gamboa (Dave Myrie 33'/2T), Yeltsin Tejeda (José Miguel Cubero 6'/1P), Celso Borges, Júnior Díaz; Bryan Ruíz, Christian Bolaños; Joel Campbell (Marco Ureña 20'/2T). Técnico: Jorge Luis Pinto.

Leia mais