1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Noivos chineses invadem atrações turísticas de Paris

Tradicionalmente, casais da China tiram fotos de casamento muito antes da cerimônia. Agora, com o poder aquisitivo aumentando entre os jovens, eles estão seguindo a tradição bem longe de casa: na capital francesa.

Ao pé da Catedral de Notre Dame, em Paris, Wang e Xiao olham nos olhos uns dos outros, enquanto posam de mãos dadas para dois fotógrafos. O casal chinês, que se casará no próximo ano na China, está usando roupas de casamento tipicamente ocidentais.

Poucos metros da catedral, ao longo da margem do rio Sena, mais dois casais chineses estão sendo fotografados em trajes de casamento, enquanto um quarto par espera que o local da imagem perfeita seja desocupado.

"Nós vamos mostrar as fotos no dia do nosso casamento", diz a jovem de 25 anos Xiao, que segura um buquê branco em sua mão, enquanto turistas em um dos muitos barcos no Sena aplaudem e brindam ao passar pelo casal. "É minha primeira vez aqui, é muito emocionante. Temos tirado bastantes fotos. E a comida é boa", completa a noiva.

Fotografias na cidade do amor

Com o aumento do poder aquisitivo, muitos jovens chineses estão indo para Paris para realizar uma tradição nacional – a de tirar fotos com antecedência para serem exibidas no dia do matrimônio. A indústria em volta da tendência está apostando na reputação de cidade romântica da capital francesa.

"[Paris] é muito famosa por ser uma cidade romântica e, ao mesmo tempo, nós podemos fazer compras", diz Wang, um empresário de 31 anos.

Casais chineses em trajes de casamento se tornaram bastante comuns nos arredores da Torre Eiffel, da Catedral de Notre Dame e nas pontes ao longo do rio Sena, tornando-se quase uma atração turística em si.

Heiraten in Paris

Casais chineses em trajes de casamento se tornaram bastante comuns nos arredores das atrações turísticas de Paris

Wang e Xiao fazem parte de um boom turístico chinês à França, que passou de 420 mil visitas, em 2006, para mais de 1,7 milhão, no ano passado. Números que as autoridades chinesas de turismo esperam conseguir proteger do potencial impacto que a queda da moeda chinesa das últimas semanas possa causar.

O quesito compras, mencionado por Wang, também ostenta números respeitáveis: em 2014, os turistas chineses gastaram em média 3.400 euros durante uma visita à França, incluindo mil euros somente em compras, segundo dados do governo francês.

Tendência se espalha para casais ocidentais

Lu Xin, um jovem de 26 anos, que está se preparando para voltar à China depois de estudar por quatro anos em Paris, também decidiu tirar fotografias pré-matrimoniais com sua futura esposa. "Tenho tantas lembranças da minha juventude aqui. Conheci a minha noive aqui, em Paris. Por isso foi muito importante para nós tirarmos fotos de casamento aqui, para nos lembrarmos de tudo isso", disse.

Enquanto ilhas gregas e Praga também atraem casais chineses, Paris entrou ainda mais nada moda para jovens chineses depois de fotografias do casamento do ator chinês Sun Honglei terem sido publicadas no ano passado. Elas foram, obviamente, tiradas na capital francesa.

E a prática se espalhou para além da China. Casais de origem ocidental também têm sido vistos posando para fotografias em trajes matrimoniais nos arredores de atrações turísticas de Paris. Assim como de outros países asiáticos.

"Nós estivemos aqui antes, e decidimos voltar para tirar as nossas fotos de casamento porque é tão romântico aqui", diz Tuan, um jovem de 26 anos do Vietnã, enquanto espera para ser fotografado ao lado de sua noiva Chen, ao longo do Sena.

Leia mais