No topo do mundo | DW Brasil | Notícias e análises do Brasil e do mundo | DW | 11.10.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Veja na próxima edição

No topo do mundo

O pico do Everest será o ponto alto de uma pesquisa que tenta mapear locais onde nem os satélites mais modernos podem "ver". O Futurando convida você a descobrir muito mais sobre essa pesquisa no programa.

Para não perder o costume, o Futurando vem com belas imagens da cordilheira do Himalaia, entre o Nepal e o Tibet, onde está localizada a montanha mais alta do mundo, o monte Everest. Nem os satélites mais modernos conseguem registrar todos os ângulos e encostas desse gigante. Cientistas resolveram por câmeras num avião planador para ter como ponto de vista o topo do planeta Terra. Imagens e informações sobre a pesquisa você vê neste programa. 

Esta edição tem ainda uma reportagem sobre realidade virtual, um fenômeno dos games que abriu as portas para um mercado novo e promissor na tecnologia. Com óculos acoplados ao smartphone, o usuário se transporta para um mundo que só ele vê. A vantagem não é só a diversão. Já existem máquinas onde o jogador fica em forma de verdade enquanto está navegando pelos gráficos de computador.

Você parou para pensar que muitas peças no seu guarda-roupas bem podiam ir para o lixo? A proposta de muitas empresas alemães é: já que é assim, por que então não compartilhar em vez de comprar mais e mais? Esse modelo de economia solidária não está restrita à moda. Entenda no Futurando!

Saúde 

As técnicas de mergulho livre envolvem um treino do corpo para suportar situações extremas, como a falta de oxigênio por um longo período, além do pulso baixo para resistir à apneia embaixo d´água. O que um organismo faz para se manter funcionando mesmo assim é objeto de estudo de pesquisadores em Bonn, na Alemanha. Você confere os detalhes da pesquisa neste Futurando.

O implante do menor marca-passo do mundo também vai ser mostrado no programa. Acompanhamos a cirurgia realizada em uma mulher de 73 anos, na cidade alemã de Dresden. O procedimento, com duração média de meia hora, é considerado simples e rápido. O aparelho minúsculo chega ao ventrículo do coração por meio de uma espécie de catéter. Por enquanto, só é indicado para pacientes que necessitam de um marca-passo de câmara única.

Você já ouviu de alguém que nós só usamos 10% da capacidade do cérebro? De tanto escutar, às vezes parece verdade. Mas não é. Não passa de uma suposição, conforme apurou a equipe do Futurando. A ciência, na verdade, explica o funcionamento do cérebro de uma maneira diferente e você vai descobrir.

Assistir ao vídeo 00:30
Ao vivo agora
00:30 min

Veja nesta edição

O programa

O Futurando traz novidades sobre ciência, meio ambiente e tecnologia e é produzido todas as semanas pela redação brasileira da Deutsche Welle, em Bonn, na Alemanha.

O programa é exibido no Brasil pelo Futura às segundas-feiras, às 21h30 com reprise sexta e domingo; pela Rede Minas aos sábados, às 14h30, com reprise às sextas-feiras, às 13h30; pela TV Brasil todos os sábados às 12h, com reprise aos domingos às 15h30; pela TV Cultura aos domingos às 23h30; pela TV Câmara Tupã todos os sábados às 18h, com reprise às terças-feiras, às 19h40 e pela TV Climatempo aos sábados às 9h30, com reprise às terças e aos domingos. Você também pode ver vídeos do programa no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

O Futurando é transmitido ainda em Moçambique pela Rede Tim, aos sábados, às 14h30.

Áudios e vídeos relacionados