1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Nikolaus Harnoncourt escolhido para o Prêmio de Música Siemens

Por sua atividade em prol de uma "música antiga" viva, a Fundação Ernst von Siemens escolheu o maestro austríaco para receber ogrande prêmio de 150 mil euros.

O regente, violoncelista e musicólogo Nikolaus Harnoncourt é o ganhador do Prêmio Internacional de Música Ernst von Siemens, no valor de 150 mil euros. Trata-se de uma das principais distinções do mundo da música clássica, já concedida a figuras como György Ligeti, Herbert von Karajan, Yehudi Menuhin e Gidon Kremer. Sua entrega, juntamente com os prêmios de incentivo que totalizam 1,15 milhão de euros, será em 28 de maio, em Munique.

Três compositores serão agraciados pela Fundação Musical Siemens: o francês Mark André e os alemães Jan Müller-Wieland e Charlotte Seither, ambos de Berlim. Entre os premiados estão ainda os grupos ensemble musik (Berlim) e Intégrales (Hamburgo), o quarteto de violões aleph (Karlsruhe) e os festivais "Música da Saxônia e Boêmia" (Dresden) e "Jovens Artistas" (Bayreuth).

A contemporaneidade da Música Antiga

Nikolaus Harnoncourt nasceu em Berlim e cresceu em Graz, na Áustria. Ele é uma figura decisiva para a interpretação musical histórica, a partir da segunda metade do século 20. O austríaco opôs à estética então vigente – arraigada nos hábitos românticos de execução musical – um outro modelo, baseado no estudo crítico das fontes, conhecimentos precisos das antigas práticas instrumentais e no emprego de instrumentos originais. Segundo o júri do concurso, o laureado abriu assim perspectivas revitalizantes para a tradição, possibilitando a toda uma geração de melômanos ouvir as obras do passado de forma nova.

Fascinado pelas possibilidades sonoras dos instrumentos antigos, Harnoncourt fundou em 1953, juntamente com sua esposa, a violinista Alice Hoffelner, a orquestra Concentus Musicus Wien. Projetos como a gravação da obra integral de Johann Sebastian Bach, que se estendeu por mais de duas décadas, são considerados marcos da história fonográfica. O maestro também ocupou-se intensamente da música do barroco italiano Claudio Monteverdi e de Wolfgang Amadeus Mozart, e nos últimos anos vem-se batendo por uma execução autêntica do repertório dos séculos 19 e 20.

Durante a festividade de anúncio do Prêmio Ernst von Siemens, no Teatro Cuvilliés de Munique, o discurso em sua homenagem fica a cargo do musicólogo Christoph Wolff, da Universidade de Harvard. No ano passado o grande prêmio coube ao musicólogo Reinhold Brinkmann. Em 1974, Harnoncourt já fora premiado Fundação Siemens.

Links externos