1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Neymar domina estatísticas e é eleito melhor jogador do torneio

Atacante do Barcelona conquista a Bola de Ouro e se junta a outros quatro brasileiros já eleitos craques da Copa das Confederações. Júlio César é escolhido melhor goleiro, e Espanha leva prêmio Fair Play.

Conforme esperado, Neymar foi eleito o melhor jogador da Copa das Confederações de 2013. Com quatro gols marcados, duas assistências e eleito quatro vezes o man of the match (melhor jogador da partida) pela Fifa, o craque brasileiro conduziu a seleção brasileira para o quarto título da competição.

Neymar sobrou no torneio e terminou liderando diversas estatísticas. O ex-santista foi o mais caçado em campo, sofrendo 30 faltas, mas também foi o jogador que mais bateu, 17 vezes, deixando evidente sua disciplina tática. Neymar também é líder em chutes a gol, com 12 tentativas, e de dribles, com 21 jogadas individuais computadas.

Com a eleição de jogador mais valioso do torneio, Neymar se junta a outros quatro brasileiros. Denílson (em 1997, na Arábia Saudita); Ronaldinho Gaúcho (em 1999, no México); Adriano (em 2005, na Alemanha) e Kaká (em 2009, na África do Sul) também levantaram o troféu de melhor jogador da Copa das Confederações.

Neymar in Barcelona eingetroffen

Neymar deu mostras o que a torcida do Barcelona pode esperar do craque brasileiro pelos campos da Europa

Premiação da Copa das Confederações de 2013

Melhor jogador:
Bola de Ouro – Neymar (Brasil)
Bola de Prata – Andrés Iniesta (Espanha)
Bola de Bronze – Paulinho (Brasil)

Melhor goleiro:
Luva de Ouro – Júlio César (Brasil)

Artilharia:
Chuteira de Ouro – Fernando Torres (Espanha)
Chuteira de Prata – Fred (Brasil)
Chuteira de Bronze (Brasil)

Prêmio Fair Play - Espanha

Melhores jogadores de outras edições

1992 – Não houve. O prêmio é entregue somente em competições da Fifa
1995 – Não houve. O prêmio é entregue somente em competições da Fifa
1997 – Denílson (Brasil)
1999 – Ronaldinho Gaúcho (Brasil)
2001 – Robert Pirès (França)
2003 – Thierry Henry (França)
2005 – Adriano (Brasil)
2009 – Kaká (Brasil)