Newt Gingrich vence primárias republicanas na Carolina do Sul | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 22.01.2012
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Newt Gingrich vence primárias republicanas na Carolina do Sul

Na corrida para definir o adversário de Barack Obama, o ex-presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich obteve 40,4% dos votos republicanos da Carolina do Sul, frente a 27,9% do até então favorito Mitt Romney.

Newt Gingrich conquistou mais de 40% dos votos na Carolina do Sul

Newt Gingrich conquistou mais de 40% dos votos na Carolina do Sul

Newt Gingrich conquistou uma vitória surpreendente neste sábado (21/01), nas primárias do Partido Republicano, e está no páreo para tornar-se rival do democrata Barack Obama nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, em novembro. Ele dedicou sua vitória à reação dos americanos "que sentem que as elites em Washington e Nova York não os entendem, não se preocupam com eles e não os representam."

O resultado destruiu a aura de invencibilidade em torno de Romney, ex-governador de Massachusetts, além de colocar Gingrich como principal oponente a ser derrotado nas primárias da Flórida, marcadas para o dia 31 de janeiro.

"Esta disputa está ficando cada vez mais interessante", disse Romney a seus apoiadores antes de parabenizar Gingrich por uma "árdua campanha". "Eu não fujo de competições. Eu as abraço. Acredito que competir nos torna melhores. E sei que isso está fortalecendo nossa campanha",disse o multimilionário Romney, que lidera as pesquisas de opinião na Flórida.

As primárias na Carolina do Sul deram a Gingrich sua primeira vitória, depois que o conservador cristão Rick Santorum venceu no estado de Iowa, e Romney dominou as primárias de New Hampshire, deixando o eleitorado dividido.

Prova de fogo

Romney: disputa está cada vez mais interessante

Romney: "disputa está cada vez mais interessante"

Com três vencedores nas três primeiras disputas, o "epicentro" da batalha republicana agora será a Flórida, segundo explica Susan MacManus, professora de Ciências Políticas da Universidade do Sul da Flórida. "Todos os republicanos sabem muito bem que se um candidato republicano não conseguir vencer na Flórida ele provavelmente não chegará à Casa Branca", diz ela.

Com um dos maiores colégios eleitorais do país, a Flórida apresenta desafios logísticos e financeiros que parecem dar vantagem à abastada máquina de campanha de Romney. Mas a vitória na Carolina do Sul deu a Gingrich certo impulso. "Nós provamos na Carolina do Sul que boas ideias podem bater muito dinheiro", disse Gingrich a seus apoiadores após a vitória.

Obama e seus companheiros democratas apreciam a longa e arrastada batalha nas primárias, que acabam por enfraquecer os candidatos. Os democratas veem Romney como o adversário potencialmente mais difícil para Obama, cuja perspectiva de reeleição tem sido abalada por conta da lenta recuperação da economia norte-americana.

FF/rtr/afp/ap
Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais