Neve e ventos castigam Europa, causando mais de 100 mortes | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 10.01.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Neve e ventos castigam Europa, causando mais de 100 mortes

Onda de frio com intensa precipitação de neve e ventos fortes causam caos na Europa. Total de mortos já chega a 100. Transportes e energia são setores mais afetados. Sal para derreter gelo nas ruas fica escasso.

default

Caminhão e carro de bombeiros atolados no acesso à ilha de Rügen, norte da Alemanha

A onda de frio que castiga a Europa praticamente paralisou a vida em vários países, neste final de semana. Uma das áreas mais atingidas foi o norte da Alemanha, onde diversas localidades continuam isoladas devido à intensa precipitação de neve, acompanhada de fortes ventos, o que tornou o trânsito impraticável.

No estado de Mecklemburgo-Pomerânia-Ocidental, no nordeste alemão, quase 300 pessoas ficaram presas durante a noite de sábado para domingo (10/01) numa rodovia, e só puderam ser resgatadas de manhã pela defesa civil. As autoridades locais declararam estado de calamidade na região.

Deutschland Nordfriesische Inseln Flash

Dunas cobertas de neve na ilha de Flash, na Frísia do Norte

A grande quantidade de neve levou à queda de galhos de árvores, causando bloqueio de estradas também nos estados da Baixa Saxônia, Saxônia-Anhalt, Brandemburgo e Berlim.

O tráfego ferroviário e de ônibus foi também seriamente afetado pelo mau tempo. Um trem ficou preso na neve no trecho entre Stralsund e Berlim. As 14 pessoas que viajavam nele só puderam ser resgatadas horas mais tarde. Devido aos transtornos no tráfego em várias partes do país, Ulrich Homburg, da diretoria da companhia ferroviária alemã Deutsche Bahn, pediu desculpas aos passageiros atingidos em matéria publicada pelo jornal Bild.

Recorde de frio no Reino Unido

Nas ilhas de Fehmarn, Rügen e Usedom, no Mar Báltico, assim como em quase toda a costa, diversos vilarejos estão isolados pela neve. Os fortes ventos na região obrigaram a suspensão dos ferry boats entre a Suécia e a Dinamarca.

Schnee Räumfahrzeug Streufahrzeug Winter Deutschland Flash

Trabalho intenso dos veículos que espelham sal-gema sobre as ruas

A onda de frio e neve continua provocando transtornos em toda a Europa. O transporte ferroviário e aéreo chegou a ser interrompido no Reino Unido, França e Alemanha. O trem Eurostar, que une a Inglaterra e a França, operou no sábado com apenas dois terços de sua capacidade.

Meteorologistas do Reino Unido disseram que os ventos gelados do norte da Europa fazem com que a sensação térmica seja de ainda mais frio, depois que a temperatura caiu para -14ºC em algumas partes do país, que atravessa a pior onda de frio dos últimos 30 anos.

Schnee in Hamburg

Cena invernal em Hamburgo

Várias rodovias foram fechadas, enquanto o governo britânico aguarda o fornecimento de sal-gema do exterior, usado para derreter a neve e o gelo. Também na Alemanha diversas localidades anunciaram a escassez do produto. Um dos grandes fornecedores é o Marrocos, que a cada ano exporta 150 mil toneladas do produto para a Europa, em especial para a Alemanha.

Neve no Vesúvio

Vários eventos esportivos foram cancelados no Reino Unido devido ao rigor meteorológico. Na Alemanha, a polícia apelou aos motoristas para que apenas saíssem de carro caso realmente seja necessário. Em várias regiões alemãs, o comparecimento à escola não será obrigatório na segunda-feira.

Os aeroportos Heathrow de Londres, Frankfurt, na Alemanha, e Lyon, na França, entre outros, tiveram centenas de voos cancelados. Voos desviados obrigaram cerca de 800 passageiros a passar a noite de sábado para domingo no aeroporto de Lyon.

No sábado, mais de 500 caminhões tiveram de ficar parados numa estrada no sul da Alemanha porque as autoridades francesas haviam fechado a rodovia de acesso a seu país.

Auto Schnee Chaos Norden Deutschland Flash

Dirigir em pistas geladas exige extremo cuidado

A onda incomum de frio já causou mais de 100 mortos na Europa, dos quais pelo menos 26 no Reino Unido. Também o abastecimento de energia foi atingido. No sul da Polônia, por exemplo, mais de 80 mil pessoas ficaram sem energia depois que postes de distribuição cederam ao peso da neve.

Apesar das tragédias, a neve possibilitou também uma cena incomum em Nápoles, na Itália. Neste domingo, o vulcão Vesúvio, com 1.281 metros de altitude, amanheceu quase todo coberto de neve.

RW/dpa/rtr
Revisão: Augusto Valente

Leia mais

Áudios e vídeos relacionados