1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Neve e gelo provocam caos na Alemanha

As intempéries de inverno retornaram à Alemanha, paralisando o trânsito nas auto-estradas e provocando inúmeros acidentes. Após uma pequena pausa nesta sexta-feira (31), deve voltar a nevar no fim-de-semana.

default

O retorno do inverno paralisou o trânsito em quase todo o país

Para inúmeros motoristas alemães, a noite da quinta para esta sexta-feira (31) ficará guardada na memória por muito tempo. Nevascas intensas, em especial no sul da Alemanha, fizeram com que o trânsito ficasse paralisado. Muitos tiveram de pernoitar dentro dos automóveis, apesar das temperaturas abaixo de zero grau.

A auto-estrada mais atingida pelas nevascas foi a A8, entre Stuttgart e Munique: uma camada de trinta centímetros de neve impediu que os veículos seguissem viagem. O engarrafamento estendeu-se por 20 quilômetros. A situação perdurou durante toda a manhã da sexta-feira.

Acidentes sem mortos

A situação caótica não se restringiu, contudo, ao sul da Alemanha. Também na Renânia do Norte-Vestfália e na Baixa Saxônia – ou seja, no oeste e no norte do país – a neve e o congelamento das pistas provocou quase 1500 acidentes. Apesar das 50 pessoas feridas, não houve nenhuma vítima fatal. Os prejuízos materiais foram imensos.

Na cidade de Wuppertal, na Vestfália, todo o trânsito ficou paralisado já a partir da tarde de quinta-feira. Uma forte nevasca e o chamado "gelo relâmpago" na auto-estrada e nas diversas vias expressas que cortam a cidade fez com que muitos carros e caminhões deslizassem e ficassem atravessados nas pistas, impedindo a passagem de outros veículos.

A polícia, o corpo de bombeiros e os serviços de salvamento estiveram em ação durante toda a noite, tentando desobstruir as estradas e distribuindo lanches, bebidas quentes e cobertores aos passageiros dos veículos presos nos engarrafamentos.

"Gelo relâmpago"

O tempo melhorou no transcurso da sexta-feira. A pausa, no entanto, deverá ser curta. Segundo as previsões dos serviços de meteorologia, as temperaturas devem continuar baixas e novas nevascas são esperadas durante o fim-de-semana.

Somente no início da próxima semana é que se esperava um retorno do bom tempo. Ainda assim, com temperaturas mais frias do que até agora. Isto torna improvável novas nevascas, mas aumenta o risco do congelamento inesperado de calçadas, ruas e auto-estradas – o fenômeno chamado de "gelo relâmpago".