1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Neve artificial garante prática de esportes de inverno na Alemanha

Apesar de protestos de ambientalistas, quando as temperaturas não são baixas o suficiente, muitas regiões recorrem à neve distribuída por canhões. Mas na Zugspitze, a montanha mais alta do país, só há neve natural.

default

Pista de esqui na Zugspitze

Embora Áustria, Suíça, França e Itália sejam fortes concorrentes, a Alemanha também possui boas opções para a prática de esportes de inverno. Os destinos para os amantes do esqui e outras modalidades incluem a região do Harz, no norte da Alemanha, a cadeia de montanhas Erzgebirge, a Floresta Bávara, a famosa Floresta Negra e os Alpes alemães.

Nos Alpes, de Berchtesgaden a Westallgäu, a localização é vantajosa. A partir de Munique, chega-se a qualquer estação de esqui em uma ou duas horas. E se não neva o suficiente na região, em muitos lugares, a neve é distribuída por canhões ao longo das pistas sobre as encostas. A maioria das estações de esqui da Baviera localizadas a até 1,5 mil metros de altura não sobreviveria sem a neve artificial.

Apesar dos protestos de grupos ambientalistas, um reservatório do tamanho de dois campos de futebol no valor de 12,5 milhões de euros foi construído próximo à comunidade de Bayrischzell. O depósito deverá acumular água para a produção de neve artificial e garantir, assim, a prática do esporte de inverno na região nos próximos 25 anos.

Mudanças climáticas e alternativas

Para Thomas Bucher, da Associação Alpina Alemã (DAV), "um verdadeiro inverno não pode ser criado com canhões de neve". De acordo com um estudo encomendado pela DAV, devido às mudanças climáticas, para os esquiadores da Baviera só haverá, a longo prazo, duas regiões com neve certa: Garmisch-Partenkirchen, cidade próxima ao pico Zugspitze, de 2.962 metros de altura, e Oberstdorf, perto do pico Nebelhorn, com uma altitude de 2.224 metros.

Como alternativa, a associação recomenda um turismo de inverno mais sustentável. O maior clube de esporte de montanha do mundo aposta, sobretudo, nas caminhadas sobre a neve.

A associação desenvolveu junto a prefeituras, proprietários e guardas florestais, rotas ecológicas para a escalada de 180 montanhas, que podem ser conferidas no

site da DAV

(em alemão).

Zugspitze Biergarten Wettersteingebirge

Novo teleférico levará um número maior de turistas ao topo do Zugspitze

Neve de verdade

Nos últimos dois anos, o inverno no ponto mais alto da Alemanha, a Zugspitze, só começou de verdade pouco antes da virada do ano. Mas para quem quer esquiar sobre neve de natural vale a pena esperar pelas baixas temperaturas no local, já que é proibido borrifar as encostas do Zugspitze com canhões de neve.

Além disso, logo os turistas terão o acesso ao topo da montanha facilitado. Após 50 anos de uso, o antigo teleférico Eibsee será substituído por um maior. No início de 2015, começará a construção do novo teleférico, capaz de transportar quase três vezes mais passageiros do que o atual.

Leia mais

Links externos