1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Nepal pede ajuda internacional após terremoto

Número de mortos no terremoto no Nepal pode triplicar e chegar a 4,5 mil, diz ministro nepalês, enquanto pede ajuda internacional para seu país. Equipes de resgate e médicos chegam de diversas partes do mundo.

Nepal Kathmandu Starkes Erdbeben

Equipes de resgate procuram por sobreviventes no Nepal

O ministro nepalês da Informação, Minendra Rijal, declarou neste sábado (25/04) a uma TV indiana que o país iniciou uma grande campanha de resgate após um terremoto de magnitude de 7,8 graus na escala Richter ter deixado um rastro de destruição em várias partes do Nepal. "Nosso país está num momento de crise e irá precisar de muito apoio e ajuda", disse Rijal.

Segundo o ministro, até a noite de sábado foram contabilizados mais de 1.450 mortos com o tremor de terra que atingiu a região central do Nepal pela manhã.

O número de vítimas do terremoto, no entanto, deve subir, pois é grande o número de feridos e a região continua sendo atingida por tremores de menor intensidade. Mais cedo, o ministro Rijal havia dito que o número total de mortos pode chegar a 4,5 mil. Este é considerado o pior abalo de terra no país asiático dos últimos 80 anos.

Os Estados Unidos estão enviando uma equipe de resposta a catástrofes para a região e também disponibilizaram 1 milhão de dólares iniciais de ajuda imediata. Após o terremoto, o Paquistão enviou quatro aviões de carga com material de apoio, além de um hospital de campanha com 30 leitos e médicos. A Rússia também prometeu enviar uma equipe de resgate e equipamentos para a região.

A organização humanitária internacional Médicos Sem Fronteiras (MSF) está enviando quatro equipes com pessoal médico e de outras áreas para o Nepal. A MSF também enviará 3 mil kits de primeira necessidade, como também kits médicos para o país abalado pela catástrofe.

A chanceler federal alemã, Angela Merkel, também prometeu ajuda às vítimas da catástrofe. No momento, organizações de ajuda humanitária alemãs e internacionais foram ao local para avaliar a situação.

O abalo sísmico atingiu ainda diversas partes da Índia, China e Bangladesh, onde também foram registradas vítimas. O epicentro do terremoto fica no centro do Nepal, no distrito de Lamjung a 80 quilômetros a noroeste da capital, Katmandu, a uma profundidade de apenas 11 quilômetros, segundo informou o Instituto de Geofísica dos Estados Unidos (USGS). O tremor ocorreu às 11h56 da manhã, horário local.

CA/dpa/abr/lusa

Leia mais