1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Negociações para paz na Síria começam em Genebra

Mediadas pela ONU, conversas têm início sem oposição que confirma participação apenas no fim do dia. Apesar de aceitar enviar representantes ao encontro, grupo ressalta que não irá negociar inicialmente.

O principal grupo da oposição síria concordou em ir para Genebra, onde começaram nesta sexta-feira (29/01) as negociações de paz que visam acabar com a guerra civil na Síria. O grupo ressaltou, porém, que não participará das conversas até resolver questões humanitárias.

O Comitê de Altas Negociações (HNC) – coalizão que reúne políticos e grupos armados de oposição sírios formada em dezembro na Arábia Saudita, visando à negociação em Genebra – se recusou a comparecer ao encontro, insistindo que as conversas só poderiam ter início após o fim dos ataques aéreos e do cerco às cidades.

O comitê, no entanto, voltou atrás na noite de sexta-feira e disse que, após receber garantias de suas demandas, irá a Genebra. O grupo ressaltou, porém, que sua participação no processo inicialmente será limitada.

"O HCN irá amanhã para Genebra para discutir questões humanitárias que irão pavimentar o processo político de negociações", afirmou o porta-voz Salim al-Muslat. O comitê disse ainda que elaborou uma lista com o nome de 3 mil mulheres e crianças sírias que devem ser libertadas de prisões do governo.

O enviado especial das Nações Unidas para a Síria, Staffan de Mistura, convidou o governo sírio e a oposição para participar de conversas de aproximação. No primeiro momento, a ONU se reunirá separadamente com representantes dos envolvidos no conflito.

Encontro com governo

De Mistura abriu a rodada negociações de paz nesta sexta-feira, em um encontro com a delegação do governo sírio. O representante da ONU disse que ainda não recebeu a confirmação formal da participação do HNC, mas espera se reunir com o grupo no domingo.

"Eles levantaram um ponto importante de sua preocupação, ver um gesto das autoridades sírias de melhorias para o povo da Síria durante as conversas", disse De Mistura, acrescentando que a melhor maneira para alcançar esse objetivo seria começar a negociar em Genebra.

A delegação do governo do presidente Bashar al-Assad chegou em Genebra na sexta-feira à tarde. O grupo é chefiado pelo embaixador sírio na ONU, Bashar al-Jaafari. Opositores que não fazem parte do HNC também estão na cidade suíça.

Já os curdos, que controlam parte do nordeste da Síria , foram excluído das negociações, por exigência da Turquia que os considera um grupo terrorista. Os curdos disseram que sua ausência significa que as conversas estão fadadas ao fracasso.

A guerra civil na Síria, que começou em março de 2011 e já fez mais de 260 mil mortos e deixou milhões de deslocados, originou duas séries de negociações em Genebra, denominadas Genebra 1 e Genebra 2, que não obtiveram resultados.

CN/rtr/ap/lusa

Leia mais