1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Natação alemã tem nova estrela mundial

Franziska van Almsick e Jörg Hoffmann voltam a competir em grande estilo, mas Thomas Rupprath desponta como o melhor nadador alemão da atualidade, ao marcar seu primeiro recorde mundial.

default

Hannah Stockbauer venceu os 800 metros livres, mas não irá ao Campeonato Europeu

O Campeonato Alemão de Piscina Curta mostrou ao mundo que a natação alemã está dando a volta por cima após o fracasso na Olimpíada de Sydney. Mais do que um feliz comeback de estrelas que pareciam perder o brilho com a idade, a competição em Rostock, no fim de semana, revelou que o país tem de novo nadadores capazes de virarem páginas do esporte mundial.

O grande astro da atualidade chama-se Thomas Rupprath. Vice-campeão mundial dos 50 metros costas (piscina olímpica), o atleta de 24 anos arrebatou recordes em todas as modalidades de piscina curta que disputou em Rostock: cinco alemães, dois europeus e seu primeiro mundial, nos 200 metros borboleta (1min51s21). Por irrisórios cinco centésimos de segundo, Rupprath não quebrou também o dos 100 metros costas, pertencente ao americano Neil Walker.

"Se eu soubesse que estava tão rápido, teria também tirado esta diferença ridícula", disse o nadador, inconformado. "Não sei de onde tirei a força para tal desempenho", afirmou Rupprath, cujos resultados foram aplaudidos incansavelmente pelo público.

Franzi – A façanha do nadador quase ofuscou o bem-sucedido retorno de Franziska van Almsick. A recordista mundial garantiu ao menos sua soberania em sua especialidade, tornando-se mais uma vez campeã alemã nos 200 metros livres em piscina curta. Para quem ficou 15 meses parada, devido a uma hérnia de disco, não faltaram motivos para comemorar o resultado. "Não esperava jamais o tempo que marquei", observou Franzi, mais do que satisfeita com seu 1min57s45 e dois segundos lugares nos 100 metros livres e borboleta.

A nadadora de 23 anos, porém, não foi convocada, nesta segunda-feira, para o Campeonato Europeu de Piscina Curta, de 13 a 16 de dezembro, em Antuérpia. "Franzi ainda não está em sua melhor forma", admite seu treinador, Norbert Warnatzsch. Decepção por um lado, vantagens do outro. A recordista poderá começar imediatamente a se dedicar aos treinamentos para a temporada de piscina olímpica, na qual o Europeu de 2002, em Berlim, tem prioridade para ela.

Franzi não foi a única estrela alemã a ficar de fora da lista de convocados para Antuérpia. Hanna Stockbauer, campeã nos 800 metros livres, e Sandra Völker, a grande decepção em Rostock, igualmente não foram chamadas.

Já Jörg Hoffmann, de 31 anos, pôde igualmente comemorar seu retorno, ao faturar o título em três modalidades: 400, 800 e 1500 metros livres. Da nova geração, as grandes esperanças recaem sobre Annika Mehlhorn, de 18 anos, que melhorou seu próprio recorde nacional nos 100 metros borboleta para 59s05, além de ganhar também as provas dos 200 metros borboleta e 100 metros medley.

Leia mais

Links externos