1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Nasa divulga primeiras imagens de perto de Plutão

Planeta anão é coberto por montanhas de gelo com altitudes superiores a 3,5 mil metros. Fotografias revelam mancha em forma de coração na sua superfície. Lua Caronte surpreende cientistas.

A Nasa divulgou nesta quarta-feira (15/07) as primeiras imagens de Plutão e de sua lua Caronte feitas pela sonda não tripulada New Horizons. As fotografias em alta resolução revelaram montanhas de gelo na superfície do planeta anão.

"A missão teve nove anos para criar expectativas sobre o que veríamos com a aproximação de Plutão e Caronte. Hoje, nós recebemos as primeiras amostras de tesouros científicos coletados durante momentos decisivos. E, eu posso dizer, elas superaram dramaticamente aquelas expectativas", afirmou o diretor associado da Nasa John Grunsfeld.

As imagens da região próxima à base do coração visto na superfície de Plutão revelaram uma cordilheira com picos que ultrapassam 3,5 mil metros de altitude. "A New Horizons já está enviando resultados incríveis. Os dados são absolutamente maravilhosos", afirmou o principal pesquisador da missão, Alan Stern.

USA Nasa Aufnahmen von Pluto

Imagens de alta definição mostram montanhas na superfície de Plutão

Pelas fotografias, estima-se que as montanhas na superfície do planeta anão tenham se formado há no máximo 100 milhões de anos, bem depois do surgimento do sistema solar, há 4,56 bilhões de anos.

Ao contrário de suas luas de gelo, Plutão não pode ser aquecido por interações gravitacionais com um corpo planetário maior, por isso os cientistas acreditam que sua formação montanhosa deve ter sido ocasionada por outro processo.

Já as nítidas imagens da maior lua do planeta anão, Caronte, mostraram um terreno jovem e variado. Os pesquisadores se surpreenderam com a aparente falta de crateras. As fotografias também revelaram um cânion de cerca de sete a nove quilômetros de profundidade.

USA Nasa Aufnahmen von Pluto

Superfície de lua Caronte é jovem e variada

Dados espectroscópicos apontaram ainda a presença abundante de metano congelado na superfície de gelo de Plutão. A concentração desse hidrocarboneto, no entanto, varia bastante entre as regiões.

Missão New Horizons

A sonda não tripulada New Horizons, da Nasa, alcançou o ponto mais próximo de Plutão, a 12.500 quilômetros do planeta anão, na terça-feira, depois de quase uma década de viagem. Esse é o destino final da turnê planetária pelo sistema solar da Nasa, que começou há 50 anos, na época do presidente John Kennedy.

A viagem da New Horizons iniciou-se no começo de 2006, quando Plutão ainda era classificado como um planeta. Meses depois foi rebaixado para planeta anão. A sonda já percorreu mais de 4,88 bilhões de quilômetros.

NASA Aufnahmen von Pluto

Fotografias mostram Plutão e sua lua Caronte

A New Horizons é a primeira sonda a passar por Plutão, e seus sete instrumentos científicos visam revelar detalhes da superfície, da temperatura, da geologia e da atmosfera do corpo celeste e de suas cinco luas, incluindo a maior delas, Caronte.

Pouco maior que um piano, New Horizons é a nave mais rápida já construída. Atualmente se desloca a uma velocidade de 49.570 quilômetros por hora. Ela é a primeira sonda a visitar um planeta inexplorado desde as missões Voyager da Nasa, lançadas na década de 1970.

A New Horizons mostrou também, segundo os cientistas, que o planeta anão é entre 20 a 30 quilômetros maior do que se pensava anteriormente, com um raio de 1.185 quilômetros.

CN/afp/ots

Leia mais