1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Ciência e Saúde

Nasa afirma que 2012 está entre os dez anos mais quentes da história

Desde 1976 as temperaturas globais estão acima da média do século 20. Cientista afirma que a próxima década deverá ser mais quente do que a anterior.

O ano de 2012 foi o nono mais quente de que se tem registro, segundo dados divulgados pela Nasa nesta terça-feira (15/01). A temperatura global média registrada no ano passado foi de 14,6°C, o que significa uma temperatura acima da média do século 20 pelo 36º ano consecutivo.

"O planeta está em desequilíbrio. É possível prever que a próxima década será mais quente do que a anterior", disse o diretor do Instituto Goddard de Estudos Espaciais da Nasa, James Hansen.

Desde que as medições começaram, em 1880, a temperatura global média subiu 0,8°C, de acordo com a Nasa, a Aeronáutica e a Administração Espacial dos EUA. O Instituto Nacional de Administração Oceânica e Atmosférica dos EUA (NOAA, na sigla em inglês) também constatou que 2012 foi um dos anos mais quentes da história, classificando-o, porém, como o décimo mais quente.

O planeta está mais quente do que a média do século 20 desde 1976, e apenas um ano do século passado, 1998, foi mais quente que 2012. Cientistas céticos em relação ao aquecimento global usam o ano de 1998 como termo de comparação para afirmar que o fenômeno já chegou ao fim.

Hansen argumenta que 1998 não foi um ano representativo, pois nele ocorreu o El Niño, provocado por correntes de ar quente do Pacífico. "A década passada foi claramente mais quente do que a última do século 20", diz.

Na contramão, segundo dados do NOAA, na maior parte do Alasca, no extremo oeste do Canadá, na Ásia Central e em áreas dos oceanos Pacífico e Antártico, as temperaturas registradas em 2012 foram mais frias do que a média.

MC/afp/rtr
Revisão: Luisa Frey

Leia mais