1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Nadadores alemães provaram liderança na Europa

No 26º Campeonato Europeu de Natação, encerrado em Berlim neste domingo (04/08), os nadadores alemães demonstraram de forma sensacional que são os melhores da Europa no momento.

default

Disparados na frente: nadadores alemães provaram ser os melhores da Europa

A equipe da DSV logrou o seu melhor resultado num campeonato europeu desde 1995. Com isto, preparou também o terreno para os Jogos Olímpicos de 2004, em Atenas. A figura de maior destaque do torneio foi, sem qualquer dúvida, Franziska van Almsick, que coroou o seu comeback fenomenal com dois recordes mundiais: em 200 metros livres e juntamente com a equipe feminina de revezamento de 4 x 100 metros livres. Entre a equipe masculina alemã, o grande destaque foi para Thomas Rupprath.

Para o treinador-chefe da DSV, Ralf Beckmann, o campeonato europeu em Berlim "foi absolutamente espetacular e a maior parte do mérito cabe à equipe", que apresentou um desempenho de alto nível, merecendo todo o respeito. Beckmann: "Estou muito orgulhoso de poder comandar tal equipe. Doze anos depois da queda do Muro, demonstramos em Berlim a unidade alemã; foram momentos de grande emoção para mim."

Para o desempenho de Franziska van Almsick, Ralf Beckmann esbanjou superlativos: "Absoluta primeira classe mundial. Ela merece o maior respeito. Eu apostei que ela retornaria à sua melhor forma. Uma nadadora tão excepcional, como ela, sempre recupera a forma." O treinador-chefe não quis, contudo, participar das especulações sobre o futuro de Franzi. Somente ela própria é quem poderá decidir, se continuará ou não competindo até as Olimpíadas de 2004. No entanto, ponderou Beckmann, ela pode ter remorsos uma vida inteira, se não tentar pela segunda vez a conquista da sua medalha de ouro no Jogos Olímpicos.

Classificação final no 26º Campeonato Europeu de Natação em Berlim

(Pelo número de medalhas)

  1. Alemanha ( 15 de ouro, 12 de prata, 9 de bronze)
  2. Rússia ( 11 de ouro, 7 de prata, 8 de bronze)
  3. Itália ( 7 de ouro, 6 de prata, 7 de bronze)
  4. Ucrânia ( 6 de ouro, 5 de prata, 6 de bronze)
  5. Suécia ( 4 de ouro, 3 de prata, 4 de bronze)
  6. Holanda ( 4 de ouro, 2 de bronze)
  7. França ( 2 de ouro, 3 de prata, 4 de bronze)
  8. Polônia ( 2 de ouro, 1 de prata, 1 de bronze)
  9. Finlândia ( 2 de ouro)
  10. Espanha ( 1 de ouro, 5 de prata, 2 de bronze)
  11. Áustria ( 1 de ouro, 2 de prata, 1 de bronze)
  12. Eslováquia ( 1 de ouro, 2 de prata)
  13. Croácia ( 1 de ouro, 2 de bronze)
  14. Hungria ( 8 de prata, 1 de bronze)
  15. Belarus ( 1 de prata, 6 de bronze)
  16. Romênia ( 1 de prata, 2 de bronze)
  17. Suíça ( 1 de prata)
  18. Eslovênia e Grécia ( 1 de bronze)

Leia mais