1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Número de refugiados diminui significativamente, diz jornal

Quantidade de migrantes que chega à Grécia recua desde o início de dezembro. Europa vê sucesso no acordo com a Turquia para lidar com fluxo de refugiados, afirma jornal alemão "Bild", citando dados da Comissão Europeia.

O número de refugiados que chega à Grécia diminuiu consideravelmente desde o início de dezembro, afirmou nesta quinta-feira (17/12) o tabloide alemão Bild. De acordo com a publicação, o país recebeu 6.970 migrantes por dia nos meses de setembro e outubro. Já em dezembro, foram 3.731 refugiados diariamente.

Desde o início desta semana, os números chegaram a ficar abaixo de 2.000 refugiados por dia. Segundo o jornal, os dados são da Comissão Europeia. A Turquia, de acordo com dados próprios, impediu que 4.632 migrantes deixassem o país no período entre 01 e 15 de dezembro.

A Comissão Europeia vê o declínio do número de refugiados como o primeiro sinal de sucesso de seu acordo com a Turquia sobre uma ação conjunta para lidar com o fluxo de migrantes.

Ainda de acordo com a publicação, o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, deve apresentar nesta quinta-feira, em Bruxelas, as estatísticas mais recentes em uma reunião entre o premiê turco, Ahmet Davutoglu, e os chefes dos governos dos países europeus mais afetados – além de Alemanha e Grécia, a Áustria, Suécia, Finlândia, Bélgica, Holanda e Luxemburgo.

Ajuda de 3 bilhões de euros

No final de novembro, a União Europeia fechou um plano de ação com Ancara para conter o fluxo de refugiados, com a exigência de a Turquia reforçar a segurança de sua fronteira para deter a imigração descontrolada rumo à Europa. Em troca, os turcos receberão 3 bilhões de euros para melhorar as condições de vida dos mais de 2 milhões de refugiados em seu país.

Ancara, porém, quer também que a Europa se comprometa em receber refugiados. A Comissão Europeia apresentou nesta terça-feira uma proposta que prevê apenas o recebimento voluntário de migrantes pelos 28 países-membros do bloco.

Planos para uma nova agência de fronteiras

Nesta quinta-feira, os líderes dos países-membros da UE se reúnem em Bruxelas para discutir sobre o reforço da segurança de fronteiras e a distribuição de refugiados no bloco. Na Cúpula da UE, que vai até esta sexta, serão discutidos planos concretos para o estabelecimento de uma nova agência de proteção de fronteiras e o reforço do controle de passaportes nas fronteiras externas.

Na quarta-feira, em discurso no Bundestag (câmara baixa do Parlamento alemão), a chanceler federal alemã, Angela Merkel, criticou que a redistribuição de 160 mil refugiados progride "muito lentamente". Desde que a decisão foi tomada em outubro, apenas 200 migrantes teriam sido distribuídos na Europa.

Além da crise migratória, a luta contra o terrorismo e o referendo sobre a saída do Reino Unido da União Europeia estão na pauta da última reunião de cúpula do bloco deste ano.

FC/afp/dpa/epd

Leia mais