1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Número de insolvências aumenta 24% este ano

Cerca de 19 mil empresas entraram com pedido de insolvência até julho na Alemanha. Transportadoras, empreiteiras e firmas de Internet são as mais afetadas.

Aumenta o número de insolvências na Alemanha, o que reflete o desaquecimento da conjuntura. De janeiro a julho foram abertos 29 mil processos de insolvência, 24% a mais do que no mesmo período do ano passado, informou, nesta sexta-feira, o Departamento Federal de Estatísticas, em Wiesbaden. Houve 19 mil casos de insolvência de empresas e 8 mil de consumidores.

Somente no mês de julho, os tribunais registraram 4200 casos de firmas e pessoas que não puderam honrar seus compromissos. Isso representou um aumento de 15% em relação a julho de 2000. As falências de empresas somaram 2800 (+ 12%) e as de consumidores 1100 (+ 31%). Os credores documentaram perante a Justiça dívidas de 4,2 bilhões de marcos ( 4,83 bilhões de reais). As firmas insolventes empregavam 15 mil funcionários.

Entre as empresas mais afetadas por falências estão as firmas de Internet da nova economia, transportadoras, empreiteiras e consultorias. Somente no setor de processamento de dados e banco de dados houve 260 pedidos de insolvência no primeiro semestre deste ano. Entre as transportadoras o aumento das falências foi de 50%, principalmente devido à alta dos combustíveis. No setor da construção civil, que está há mais tempo em crise, o aumento das falências foi de 20%.

Links externos