1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Museu dos Mann festeja aniversário com exposições

Quatro exposições marcam os dez anos da Buddenbrookhaus, a casa em Lübeck, no norte do país, onde morou a família Mann. Um dos filhos, Thomas Mann, escreveu a célebre obra "Os Buddenbrooks".

default

A antiga casa da família, em Lübeck

A primeira da série de mostras comemorativas aos dez anos da Buddenbrookhaus homenageia Erich Mühsam. Trata-se da primeira mostra pública a se ocupar com a obra deste escritor e anarquista. Nascido em 1878 em Berlim, ele cresceu em Lübeck e foi executado no campo de concentração de Oranienburg, em 1934.

Ao lado de suas obras completas, a exposição, aberta no dia 6 de abril, mostra fotos e manuscritos de Mühsam, em parte inéditos. Estão previstas também leituras, com poesias e canções do crítico ao regime nazista.

Buddenbrookhaus in Lübeck Innenaufnahme

Uma das salas do museu

Para 6 de maio, está marcada uma grande festa de aniversário do museu, inaugurado em 1993 pelo então presidente alemão Richard von Weizsäcker. Sete anos mais tarde, o prédio foi reformado e planejada uma nova concepção para suas exposições, sendo reaberto em junho de 2001.

A forma como o museu foi concebido – que já foi motivo de um prêmio europeu – permite ao visitante passear pelo acervo como se estivesse lendo os capítulos do romance que lhe deu o nome. Além desta exposição permanente, há outra, que mostra a vida e a obra de toda a família Mann.

Casa da família Mann

A Buddenbrookhaus era a casa da família Mann, formada pelo comerciante Thomas Johannes e sua esposa, Júlia, e os cinco filhos. A mãe, brasileira de Parati, no Rio de Janeiro, é considerada a grande incentivadora da carreira literária dos filhos. As obras mais famosas de Thomas foram A Montanha Mágica, Doutor Fausto e Os Buddenbrooks. Esta última, escrita em 1901, quando Thomas tinha 19 anos de idade, valeu-lhe o Nobel de Literatura 28 anos mais tarde.

Thomas Mann

Thomas Mann, em 1942

Entre as atividades previstas até o final do ano, está a exposição de uma coleção de quadros tendo como motivo escritores famosos, como Shakespeare, Lessing, Goethe e, claro, os Mann, pintados por artistas não menos famosos, como Max Liebermann e Otto Dix. Trata-se de uma coleção particular do crítico literário alemão Marcel Reich-Ranicki, que poderá ser vista de 23 de junho a 10 de agosto.

Para o segundo semestre, estão planejadas as mostras "100 anos de Tonio Kröger - o melhor romance de mestre de Thomas Mann" (17 de agosto a 12 de outubro) e "MannOMann - a família Mann retratada na caricatura" (19 de outubro a 31 de dezembro).

Baseado nos personagens da própria família Mann, Os Buddenbrooks narra de forma perspicaz a ascensão e queda de uma família burguesa alemã. Heinrich, o mais politizado dos irmãos, é conhecido no Brasil pela obra Professor Unrath, entre outras.

Leia mais

Links externos