1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Museu do "Stasi" atraiu quase 70 mil no ano passado

Apesar do enorme interesse público, o museu que preserva a lembrança do órgão de repressão da Alemanha socialista não sabe como se manterá financeiramente.

default

Os dossiês do Stasi foram motivo de muita polêmica após a reunificação da Alemanha

Cresce o interesse pelo passado do STASI, a polícia secreta da República Democrática Alemã. Em 2001, o Museum in der Runden Ecke, em Leipzig, recebeu 60 mil visitantes, 20% mais do que em 1999. Além disso, o memorial no antigo bunker da organização foi visto por 7000 interessados. A informação partiu do Comitê de Cidadãos de Leipzig, responsável pelo museu.

A coleção do Museum in der Runden Ecke abriga cerca de 30 mil objetos. Estes não apenas cobrem a atividade do STASI – que, para garantir a ordem socialista, desenvolveu uma vasta rede de espionagem e denúncia – como ilustram de forma palpável boa parte da história da RDA. A organização do museu está também preparando uma exposição extraordinária sobre controle postal na Alemanha oriental.

Apesar deste sucesso, a entidade cultural não sabe como se financiará a longo prazo. Apesar das promessas neste sentido que recebeu no ano passado, ela não tem qualquer garantia oficial de financiamento, quer federal, estadual ou municipal.

Em 7 de dezembro de 1989, cidadãos de Leipzig ocuparam a Repartição de Segurança Estatal, temendo uma queima de arquivos. Desta iniciativa nasceu espontaneamente o Comitê de Cidadãos, que assumiu as tarefas de dissolver o STASI e preservar suas atas.

Links externos

  • Data 07.01.2002
  • Autoria (av)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/1gEi
  • Data 07.01.2002
  • Autoria (av)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://p.dw.com/p/1gEi