1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Mundo celebra chegada de 2013

Cerca de um milhão de pessoas festejaram no Portão de Brandemburgo em Berlim. Sydney, Hong Kong, Londres e Dubai tiveram shows de fogos de artifício, proibidos em Paris. Festas foram canceladas na Índia e na Venezuela.

O ano de 2013 foi festejado com shows de fogos de artifício e grandes festas ao redor do mundo, como em Sydney, Hong Kong e Nova York. Mais de um milhão de pessoas celebraram o Réveillon no Portão de Brandemburgo, em Berlim, de acordo com os organizadores.

Em Sydney, a cantora pop Kylie Minogue deu a largada para o show milionário com sete toneladas de fogos de artifício no porto da cidade. O espetáculo no porto de Hong Kong também não deixou nada a dever à festa australiana.

Outro destaque do Ano Novo foi em Dubai, onde a torre mais alta do mundo, o Burj Khalifa, foi iluminada por uma cascata gigante de fogos e luz. Na fria e chuvosa Londres, também houve uma grande apresentação de fogos de artifício, com a roda gigante London Eye ao fundo.

Silvester 2012 Neujahr 2013 Dubai

Edifício mais alto do mundo, Burj Khalifa, foi coberto de luz em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos

Estrelas internacionais em Berlim

Na maior festa da Alemanha, no Portão de Brandemburgo, mais de um milhão de pessoas festejaram com música ao vivo e fogos de artifício a transição para o novo ano. À meia-noite, o céu se iluminou com cerca de dez minutos de fogos. Entre os mais de 260 músicos que se apresentaram, estiveram o grupo pop britânico Pet Shop Boys, a cantora britânica Bonnie Tyler e o cantor alemão Jürgen Drews.

Em Paris, uma multidão se reuniu no centro da cidade, mas foguetes e bombas foram estritamente proibidos. Shows de pirotecnia são proibidos há anos na capital francesa. Neste ano, também não houve, por razões de segurança, show de fogos de artifício na famosa Torre Eiffel.

Crise ofusca festa de espanhóis

Na Espanha, a crise econômica abalou os festejos. A chuva que caiu sobre Madri também colaborou para o clima de desânimo percebido em alguns lugares da capital. Em Nova York, um milhão de espectadores eram esperados nos arredores da Times Square, onde tradicionalmente uma bola gigante desliza à meia-noite em uma haste, indicando o início do novo ano.

Em Roma, o Papa Bento 16 pediu solidariedade para com os pobres durante a missa do Ano-novo na Basílica de São Pedro e pediu que os fiéis façam uma pausa para refletir de tempos em tempos, apesar da vida agitada de todos os dias.

Silvester 2012 Neujahr 2013 Hongkong

Show de fogos iluminou noite no porto de Hong Kong

Cancelamentos na Índia e Venezuela

Na Venezuela, o concerto de Ano Novo, tradicional em Caracas, foi cancelado depois do anúncio de que o presidente Hugo Chávez teve "novas complicações" após cirurgia por causa de um câncer. O governo apelou aos cidadãos para rezarem pela recuperação do chefe de Estado.

Na Índia, as cerimônias oficiais também foram canceladas após a morte, no sábado, de uma jovem estudante que foi brutalmente estuprada na capital, Nova Déli – crime que abalou o país. Muitas discotecas na capital indiana cancelaram tradicionais festas de Réveillon.

Tragédia entre as comemorações

Durante a festa de Ano-novo na capital da Costa do Marfim, Abidjan, mais de 60 pessoas morreram e outras 200 ficaram feridas, segundo informações da imprensa local. O show de fogos de artifício acabou em uma onda de pânico em massa na maior cidade do país da África Ocidental. Entre os mortos estão muitas crianças e jovens menores de 15 anos. Nesta terça-feira, pais ainda procuravam desesperados pelos filhos desaparecidos. As causas do incidente ainda são desconhecidas.

Na capital da Sérvia, Belgrado, um homem feriu sete pessoas com uma faca durante a celebração do Ano-novo. Segundo a polícia, o agressor pode sofrer de distúrbios mentais. Conforme relatos da mídia, três das sete vítimas tiveram que passar por cirurgia.

MD/afp/dpa
Revisão: Francis França

Leia mais