1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Mulher em concentração teria custado vaga na Copa a atacante da Alemanha

Max Kruse, um dos destaques da Bundesliga, era tido como certo no Mundial. Mas, segundo revista alemã, irritou o técnico Löw ao receber visita não autorizada em hotel após amistoso com a Inglaterra.

O atacante Max Kruse perdeu a Copa do Mundo porque levou uma mulher para a concentração, depois de um amistoso da Alemanha, no final de 2013. Este seria o motivo pela ausência de seu nome na lista dos convocados pelo treinador Joachim Löw, segundo reportagem da revista alemã SportBild. Kruse teria quebrado, assim, uma das regras mais severas do código de conduta da seleção alemã – algo levado muito a sério por Löw.

Max Kruse era tido como nome certo na Copa do Mundo. O atacante do Borussia Mönchengladbach, lançado na seleção alemã justamente por Joachim Löw, era visto como o substituto de Miroslav Klose, que no Brasil disputará o seu último Mundial. Diante da carência de atacantes no futebol alemão, Kruse tinha todas as chances para, inclusive, entrar em campo na Copa.

Mas essa chance ele teria queimado no final de 2013 – mais precisamente no dia 19 de novembro. No amistoso contra a Inglaterra, no Estádio de Wembley, Kruse entrou no segundo tempo na vitória alemã por 1 a 0. Era a sua sexta partida pela Alemanha – e também a sua última enquanto o treinador for Joachim Löw.

Nationalmannschaft Deutschland - Training Max Kruse Joachim Löw

O atacante Max Kruse (esq.) quebrou a confiança do treinador Joachim Löw (dir.), no final de 2013

No Hotel "Corinthia", onde a seleção alemã estava hospedada em Londres, Max Kruse teria levado uma mulher para o seu quarto após a partida. Segundo a apuração da SportBild, um funcionário da Federação Alemã de futebol teria batido na porta e exigido que a acompanhante de Kruse deixasse o hotel imediatamente.

A SportBild confrontou o jogador e perguntou se ele de fato levou uma mulher ao quarto da concentração. "Não posso confirmar essa história", respondeu Kruse. "Nada aconteceu, e certamente nada que esteja em conexão com o fato de eu não ter sido convocado."

Fato é que Kruse, desde o amistoso na Inglaterra, não foi mais convocado para a seleção alemã. A reportagem diz ainda que o discurso inflamado de Löw antes do amistoso contra o Chile, em março deste ano, teria sido causado pela quebra de confiança de Kruse.

Na época, Löw disse: "Isso é um apelo, um chamado, para que eles [os jogadores] levem os treinamentos e suas carreiras esportivas da maneira mais profissional possível. Ainda mais na véspera de um torneio tão importante."

Após a convocação para a Copa, Löw não quis comentar a ausência de Kruse – indicou apenas que foram critérios técnicos. Algo difícil de acreditar, já que Max Kruse, com 12 gols e 12 assistências na Bundesliga, é o segundo melhor atacante alemão nestes critérios, ficando atrás somente de Marco Reus, do Borussia Dortmund.

Leia mais