1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Mulher-bomba mata ao menos 18 pessoas em estação de Volgogrado

Um atentado suicida na estação ferroviária da cidade russa de Volgogrado provocou ao menos 18 mortos e 50 feridos. Os investigadores suspeitam que, por trás do atentado, esteja uma das temidas "viúvas-negras".

Um atentado matou ao menos 18 pessoas na estação ferroviária da metrópole russa de Volgogrado. De acordo com as autoridades russas, a explosão aconteceu próxima ao detector de metais na entrada da estação e foi supostamente provocada por uma mulher-bomba.

Segundo o site da emissora Voz da Rússia, um comunicado do Comitê Nacional Antiterrorista da Rússia afirmou que "hoje, às 12h45 [hora local], o acionamento de um dispositivo explosivo não identificado provocou uma violenta explosão que deixou vítimas humanas. A explosão foi supostamente provocada por uma mulher terrorista suicida".

Diversos passantes foram atingidos pela explosão. A agência de notícias AFP anunciou que, de acordo com autoridades locais, ao menos 18 pessoas teriam morrido no atentado. Mais de 50 pessoas saíram feridas, informou a agência.

Obra de uma "viúva-negra"?

A violenta explosão destruiu janelas e paredes dos dois andares superiores do prédio da estação ferroviária. Há suspeita de que se trata de mais um ataque de combatentes que lutam pela independência de regiões muçulmanas do norte do Cáucaso.

Russland Wolgograd Explosion im Bahnhof

Atentado destruiu janelas e paredes do prédio da estação ferroviária

Em outubro último, uma mulher-bomba já havia provocado uma explosão num ônibus em Volgogrado, matando seis passageiros. As autoridades de segurança russas suspeitam que as chamadas "viúvas-negras" estejam por trás desses atentados frequentemente praticados por mulheres.

Essa designação se aplica às mulheres de combatentes muçulmanos mortos pelas forças de segurança, que procuram vingar a morte de seus maridos através dos atentados.

Luta contra os Jogos de Inverno

A cidade de Volgogrado, anteriormente conhecida como Stalingrado, se localiza bem próxima ao Daguestão e à Chechênia, províncias russas abaladas por conflitos separatistas no norte do Cáucaso. Nessas regiões, há quase diariamente conflitos entre tropas do governo e insurgentes predominantemente muçulmanos, cujo objetivo é a criação de um Estado islâmico.

Na luta contra as autoridades russas, o líder dos insurgentes, Doku Umarov, convocou os muçulmanos a praticarem atentados no contexto dos Jogos Olímpicos de Inverno em Sochi. O evento bilionário a se realizar em fevereiro é um projeto de especial prestígio para o presidente russo, Vladimir Putin. Ele assumiu pessoalmente a responsabilidade pela segurança de turistas e atletas nos Jogos na cidade do Mar Negro.

Após o recente atentado em Volgogrado, Putin ordenou que as autoridades de segurança devam empregar "todos os meios necessários" para garantir a segurança nas estações ferroviárias e aeroportos do país.

CA/dpa/ rtr/afp/ots

Leia mais