1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Mudança climática altera vinicultura na Alemanha

Cultivo de vinha é mais curto do que há 40 anos. Tradição de colheita no outono começa a ser quebrada.

default

Colheita da uva já pode ser feita no verão

Até então, a vinha era conhecida como o fruto que mais levava tempo para chegar à época da colheita. Com as mudanças climáticas dos últimos anos, o período de cultivo da vinha na Alemanha está diminuindo, sendo que a colheita, antes feita no outono, já começa no verão.

Segundo o Instituto Alemão de Ensino e Pesquisa (SLFA), em Neustadt, hoje todas as etapas da vinicultura estão adiantadas em relação aos últimos 40 anos. Atualmente o período de brotamento da videira está sete dias mais curto, o de floração, dez, e o de amadurecimento, doze. Com todas essas alterações, a colheita foi adiantada em quinze dias.

A tradição de se iniciar a colheita no outono começa a ficar antiquada, mediante os aumentos de temperatura que vêm sendo registrados principalmente nas últimas três décadas. Em 130 anos, a temperatura média na Alemanha aumentou 1ºC, sendo que, dos 13 anos mais quentes, nove foram registrados depois de 1990.

Pesquisadores de serviços meteorológicos da Alemanha explicam que o inverno tornou-se mais úmido e o verão mais seco. Com isso, o período fértil para o cultivo agrícola foi prolongado, aumentando a necessidade de irrigação. A umidade é, então, garantida com as chuvas menos espaçadas, porém, em abundância no verão. Desse modo, as vinhas estarão prontas para a colheita, assim como outras frutas, antes colhidas mais tardiamente, como a maçã e a ameixa.

Helge Reuther, especialista alemã em vinicultura, acredita que no "futuro as colheitas serão ainda mais adiantadas". Um aumento de mais 2ºC na temperatura média da Alemanha já está previsto para os próximos 50 anos – uma estatística vista com otimismo pelos vinicultores e pelos amantes do vinho.