Morte de jovem técnico choca futebol alemão | Notícias sobre política, economia e sociedade da Alemanha | DW | 09.06.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Morte de jovem técnico choca futebol alemão

Ex-treinador do Bayer Leverkusen, Sascha Lewandowski, de 44 anos, foi encontrado morto em seu apartamento. Há poucos meses ele havia deixado o futebol, após ser diagnosticado com Síndrome de Burnout.

O ex-técnico do Bayer Leverkusen Sascha Lewandowski, de 44 anos, foi encontrado morto em seu apartamento, informou nesta quinta-feira (09/06) a polícia da cidade de Bochum. A notícia chocou o mundo do futebol alemão.

As causas da morte ainda não foram esclarecidas. Lewandowski deixou o cargo de treinador da equipe do Union Berlim, da segunda divisão do futebol alemão, em março deste ano após ser diagnosticado com a Síndrome de Burnout, um distúrbio psíquico de caráter depressivo que resulta no esgotamento físico e mental.

Ele trabalhou no Bayern Leverkusen por 12 anos, como técnico das equipes de base. Na temporada 2012-13, dirigiu a equipe principal ao lado de Sami Hyypiä, chegando ao terceiro lugar na Bundesliga.

O diretor do clube e ex-jogador da seleção alemã Rudi Völler afirmou ser "difícil imaginar que Sascha esteja morto". O presidente do Bayern de Munique, Karl-Heiz Rummenigge, se disse "absolutamente chocado" com a morte do técnico.

Dirk Zingler, presidente do Union Berlin, afirmou em comunicado que o clube está "profundamente desolado e triste". No Twitter, o clube berlinense afirmou "descanse em paz, Sascha Lewandowski. Nossos sentimentos para com os familiares".

O clube onde iniciou sua carreira como técnico, o Eintracht Frankfurt, lamentou a morte do técnico:

Em seu perfil oficial, a Bundesliga disse estar de luto pela morte de Lewandowski:

O Hertha Berlin também expressou condolências. "O Hertha est[a de luto e deseja força à sua família e amigos. Descanse em paz, Sascha!"

O Bayer Leverkusen também afirmou estar de luto pela morte do técnico e expressou solidariedade à sua família:

RC/dpa/sid/ap

Leia mais