1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Morre Willi Sitte, um dos artistas mais importantes da ex-Alemanha Oriental

O pintor foi um dos mais conhecidos representantes do realismo socialista. A proximidade com o regime dificultou sua aceitação na Alemanha reunificada.

O pintor Willi Sitte morreu neste sábado (08/06) aos 92 anos de idade em sua casa na cidade de Halle, no leste da Alemanha. Nascido em 1921 na República Tcheca, Sitte é considerado um dos grandes artistas alemães do século 20 e um dos principais representantes do realismo socialista, o movimento artístico predominante da extinta República Democrática Alemã (RDA).

Sitte foi presidente da União de Artistas Plásticos da RDA entre 1974 e 1988. Além disso, de 1986 a 1989 ele foi membro do Comitê Central do SED, o partido único da Alemanha Oriental.

Na Alemanha Ocidental, ele foi apresentado ao grande público em 1977 na documenta, um dos mais importantes eventos de arte contemporânea do mundo, onde expôs com outros artistas da chamada Escola de Leipzig, como Bernhard Heisig, Wolfgang Mattheuer e Werner Tübke. Sua proximidade com o aparato estatal da Alemanha comunista dificultou seu regresso à vida pública após a reunificação alemã, em 1990.

Porträt - Willi Sitte 2007 close-up

Willi Sitte, em 2007

Em 2001, uma grande retrospectiva no Museu Nacional de Nurembergue para celebrar os 80 anos do pintor foi cancelada na última hora e postergada para 2003. Devido à polêmica em torno de seu nome, Sitte decidiu renunciar à mostra e retirar-se da vida pública.

Desde 2003, a Fundação Willi Sitte, cuja sede fica em Merseburg, no leste alemão, reúne e divulga a obra do artista. Em 2006, ela abriu uma galeria, que expõe regularmente os quadros do pintor.

O que é o realismo socialista?

As raízes ideológicas do realismo socialista vêm do marxismo-leninismo. Nos anos 1930, a União Soviética declarou o socialismo realista como doutrina artística oficial. Inicialmente prevista apenas para a literatura, espalhou-se mais tarde para outras formas de arte, especialmente as artes plásticas. Experimentos formais eram desaprovados, almejava-se a educação comunista. As obras de arte deveriam chegar às massas em forma de pinturas de propaganda populistas e fáceis de entender.

A característica do realismo socialista é o herói que, com suas ações, serve de modelo à ideal sociedade comunista. Os temas mais populares das obras eram trabalhadores no campo, em fábricas, cenas de revolução e cenas glorificando a vida doméstica. Entre os principais representantes estavam ainda Alexander Gerasimov, Isaac Brodsky e Tatjana Jablonskaja. As obras exerceram grande influência sobre a arte estatal da China e da Alemanha Oriental.

RW/epd/dpa

Leia mais