1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Morre o escritor Gabriel García Márquez

Nobel de Literatura falece aos 87 anos. Colombiano ficou famoso com "Cem anos de solidão" e é um dos maiores nomes da literatura em língua espanhola de todos os tempos.

O escritor colombiano Gabriel García Márquez, vencedor do Prêmio Nobel de Literatura, morreu nesta quinta-feira (17/04) na Cidade do México, aos 87 anos, confirmaram pessoas da família.

O autor de Cem anos de solidão, distinguido com o Nobel em 1982, não publicava desde 2010, quando chegou às livrarias Yo no vengo a decir un discurso (Eu não venho dizer um discurso).

Gabo, como os amigos o chamavam, havia anunciado em 2009 que se retirava, e o livro publicado no ano seguinte reúne apenas textos escritos para serem lidos em público.

García Márquez havia saído recentemente de um hospital da capital mexicana, onde permaneceu internado ao longo de uma semana por causa de una infecção pulmonar e das vias urinárias. Um periódico mexicano havia dito que ele sofria de câncer.

No dia de seu aniversário, em 6 de março, o autor de O amor nos tempos do cólera e Crônica de uma morte anunciada saiu à porta de sua residência, num luxuoso bairro no sul da capital mexicana, para agradecer às pessoas que foram felicitá-lo, como fazia todos os anos. Essa foi a última vez que ele foi visto em público.

Sua obra-prima, Cem anos de solidão, publicada en 1967, foi traduzida para dezenas de idiomas e é apontada como um dos pilares do realismo mágico, gênero literário que apresenta o irreal ou estranho como algo cotidiano e comum.

Em 2012, o irmão Jaime García Márquez disse que havia sido diagnosticada uma demência, que Gabo perdera a memória e não voltaria a escrever. Memória de minhas putas tristes, editado em 2004, é assim o último livro de ficção de um mais celebrados escritores da América e um dos mais populares da língua espanhola.

AS/lusa/ap/rtr