1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Morre na prisão ex-chanceler de Saddam

Tariq Aziz foi durante mais de duas décadas uma das figuras mais importantes do antigo regime. Condenado à morte, ele estava preso desde 2003, ano da invasão americana.

Morreu nesta sexta-feira (05/06), aos 79 anos, Tariq Aziz, ex-ministro das Relações Exteriores de Saddam Hussein e, durante mais de duas décadas, uma das figuras mais importantes do regime. Ele estava na prisão desde a invasão americana ao Iraque, em 2003.

Ex-vice-primeiro-ministro, Aziz morreu de infarto em um hospital penitenciário no Iraque, segundo o governo local. Ele tinha sido condenado à morte em 2010 por assassinato premeditado e crimes contra a humanidade.

O ex-ministro, cujo nome real era Mikhail Yuhana, nasceu em uma família modesta em 1936, perto de Mossul. Era o único membro cristão do governo de Saddam e um de seus funcionários mais próximos até a queda do regime, em 2003, pela invasão americana.

De 1979 a 2003, Aziz foi o "número dois" da administração civil, já que Saddam era presidente e também primeiro-ministro. Com frequência ele atuava como chefe do governo. Foi ministro do Exterior entre 1983 e 1991.

Aziz falava inglês fluentemente e teve uma atuação diplomática de destaque nos acontecimentos que antecederam a Guerra do Golfo, quando uma coalizão liderada pelos EUA expulsou forças iraquianas do Kuwait. Ele também foi figura presente nas longas disputas a respeito das inspeções de armas pela ONU nos anos seguintes.

RPR/efe/rtr

Leia mais