1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Morre Leonard Nimoy, o Spock de "Jornada nas Estrelas"

Ator de 83 anos ficou marcado pelo personagem carismático meio humano, meio extraterrestre, da série de ficção científica. Ele sofria de doença pulmonar devido ao fumo.

Morreu nesta sexta-feira (27/02), aos 83 anos, o ator Leonard Nimoy, que conquistou uma legião de fãs em todo o mundo com o personagem Mr. Spock, um ser de orelhas pontudas, meio humano e meio extraterrestre, da série Jornada nas Estrelas (Star Trek).

Nimoy sofria de uma doença pulmonar obstrutiva crônica, provavelmente gerada pelos anos que fumou. O problema persistiu mesmo três décadas após ele largar o cigarro.

Filho de judeus ortodoxos, imigrantes ucranianos de língua iídiche, Nimoy começou a carreira como ator mirim em sua cidade natal, Boston. Apesar de ter trabalhado com cinema, teatro e na área da fotografia, foi na TV que Nimoy ganhou fama, nos anos 1960.

Até seus últimos dias, o ator assinava seus posts no Twitter com a frase "live long and prosper" (vida longa e próspera), uma das marcas do personagem pelo qual ficou famoso.

Leonard Nimoy

Até seus últimos dias, o ator assinava seus posts no Twitter com a frase "live long and prosper"

Spock foi o primeiro oficial da nave estelar Enterprise, na série original Jornada nas Estrelas, que foi exibida entre 1966 e 1969. Um dos rostos mais conhecidos da ficção científica da TV e do cinema, o personagem era um embaixador de Vulcano, um planeta fictício de onde saíram os primeiros extraterrestres a fazer contato com Terra.

O programa foi cancelado após três temporadas, devido à baixa audiência, mas tornou-se um clássico cult. Depois, virou uma série de animação, em 1973, e uma série de filmes. O de 1986, Jornada nas Estrelas IV: A Volta para Casa, quarto filme da franquia, teve direção de Nimoy.

Com status de lendário, Nimoy teve participações em diversos seriados, como Os Simpsons, Futurama, Fringe e, mais recentemente, The Big Bang Theory. Quase sempre ele representava uma caricatura carismática de Spock ou encarnava algum papel semelhante.

Nimoy sempre reconheceu a ambivalência de ser atado para sempre ao personagem. Ele deixou isso claro no título de suas duas autobiografias: "Eu não sou Spock", de 1977, e "Eu sou Spock", publicada em 1995.

Leia mais