1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Morre Cruyff, o cérebro da Laranja Mecânica

Lenda do futebol e considerado o maior jogador da Holanda, Johan Cruyff falece aos 68 anos, vítima de câncer de pulmão. Ele marcou a história do Ajax e do Barcelona.

default

Johann Cruyff na Copa de 1974, em jogo contra a Argentina

O ex-jogador e treinador holandês Johan Cruyff morreu nesta quinta-feira (24/03), afirmou a família dele. O futebolista lutava há meses contra um câncer de pulmão. Segundo comunicado, Cruyff faleceu em Barcelona, "cercado de sua família, depois de uma dura luta contra o câncer".

Nascido em Amsterdã em 25 de abril de 1947, Cruyff revolucionou o futebol moderno, primeiro como jogador, especialmente na seleção holandesa e nos clubes que marcaram a sua vida, o Ajax e o Barcelona, e posteriormente como treinador, criando escola com seu estilo ofensivo de jogar.

Niederlande Johan Cruyff

Cruyff treinou e jogou no Ajax e no Barcelona

Como jogador, Cruyff era a encarnação do chamado "futebol total", um estilo de jogo fluído centrado na posse de bola e nos passes rápidos, que envolve todos os membros de uma equipe, tanto no ataque como na defesa.

Na década de 1970, ele se transformou num dos melhores jogadores do mundo, ajudando o Ajax a vencer três títulos europeus consecutivos entre 1971 e 1973. Também foi eleito o jogador do ano em 1971, 1973 e 1974. Cruyff é frequentemente apontado como o maior jogador holandês de todos os tempos.

O atacante se transferiu para o Barcelona por valores recordes para a época e ajudou a equipe catalã a conquistar seu primeiro título da liga espanhola em quase 15 anos, em 1974. Como técnico, levou o Barcelona a conquistar sua primeira Liga dos Campeões, em 1992.

Na seleção holandesa, Cruyff foi uma peça chave na equipe que ficou conhecida como a Laranja Mecânica e que disputou a final do Mundial de 1974, quando foi derrotada pela anfitriã, a Alemanha, por 2 a 1.

AS/rtr/efe/dpa

Leia mais