1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Moody’s põe notas de Alemanha, Holanda e Luxemburgo em perspectiva negativa

Países estão ameaçados pelos problemas que a zona do euro enfrenta, especialmente o possível abandono da moeda comum pela Grécia, justifica a agência norte-americana.

A agência de classificação de risco Moody's colocou as notas da Alemanha, da Holanda e de Luxemburgo em perspectiva negativa, o primeiro passo para um eventual corte da nota da dívida pública desses países.

A Moody's justificou sua decisão afirmando que os três países, todos com a nota máxima AAA, estão ameaçados pelos problemas que a zona do euro enfrenta, especialmente a possível saída da Grécia do euro.

Além disso, prossegue a agência norte-americana, existe a possibilidade cada vez maior de países como a Espanha e a Itália precisarem de ajuda, o que tornaria ainda maior o fardo sobre os demais países-membros da zona do euro.

A perspectiva negativa não é um rebaixamento da nota, apenas um alerta de que a nota pode vir a ser rebaixada no futuro. No caso da Alemanha, da Holanda e de Luxemburgo, a perspectiva passou de "estável" para "negativa".

O Ministério alemão das Finanças reagiu logo após a divulgação da notícia, na noite desta segunda-feira (24/07). "A Alemanha vai continuar a exercer o seu papel de âncora da estabilidade na zona do euro", afirmou o ministério em comunicado, salientando que a avaliação da Moody's coloca em primeiro plano os risco de curto prazo, ao passo que as perspetivas de estabilização de longo prazo não são mencionadas.

AS/rtr/lusa
Revisão: Luisa Frey