Monumento a Armínio atrai turistas à Floresta de Teutoburgo | Conheça os destinos turísticos mais famosos da Alemanha | DW | 23.10.2010
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Monumento a Armínio atrai turistas à Floresta de Teutoburgo

O "Herrmannsdenkmal" ou monumento a Armínio é um dos principais do gênero na Alemanha. Considerada hoje um memorial à paz, a estátua de proporções gigantescas atrai visitantes de todo o mundo.

default

'Hermann' iluminado

Através de uma estrada estreita sobe-se em curvas uma colina. Estamos no meio da Floresta de Teutoburgo, a caminho de um dos mais famosos monumentos alemães, que lembra a conhecida Batalha de Varo, ocorrida há 2 mil anos. Consta que Armínio, um príncipe da tribo germânica dos queruscos, destruiu violentamente, naquela ocasião, as tropas dos generais romanos, protegendo assim os germânicos do jugo da dominação estrangeira.

Hermann, o nome do herói nacional germânico, é uma corruptela de Armínio, cuja estátua fulgura em toda a região, com se lê no guia turístico. De início, não se vê nada. Só então, já quase no topo, é que se chega a um estacionamento enorme, cheio de tudo o que um turista poderia procurar: restaurante, lanchonete, parquinho para crianças, um pavilhão com a história da construção do monumento e uma loja de suvenires. Seguimos, então, o caminho rumo a "Hermann".

Colosso imponente

De início, chegamos em um parque de escaladas, por onde passam muitas crianças. Alguns passos adiante, do outro lado do caminho, vemos uma casinha de madeira. Trata-se da primeira estação que realmente tem alguma relação com o monumento a Armínio.

Deutschland Denkmal Hermannsdenkmal bei Hiddesen im Teutoburger Wald

Estátua de 'Hermann' é um dos principais monumentos da Alemanha

Aqui viveu seu construtor Ernst von Bandel. "Ele dedicou toda sua vida e sua arte à ideia de construir, com seu monumento, um símbolo nacional que servisse a todos", pode-se ler em uma placa. O monumento foi construído durante, praticamente, 40 anos, até ser inaugurado com todas as pompas.

Enfim, é possível ver o monumento em si: uma base redonda de arenito, sobre a qual estão dez colunas. E sobre outra base pequena, a figura de Hermann. Esse colosso tem bons 50 metros de altura e um peso em torno de 43 toneladas, diz Klaus Stein, diretor da fundação que administra o local. "Quem se der ao trabalho de subir até ali, desfruta de uma bela vista sobre toda a Floresta de Teutoburgo", propaga Stein.

Símbolo da liberdade

E como se não bastassem os exageros, um turista ainda diz: "Antigamente havia até mesmo um restaurante na cabeça de Hermann. Até que aconteceu um acidente, uma pessoa caiu! Nisso mal posso acreditar". Sua mulher completa: "Só o tamanho já é de se admirar".

Nós continuamos a subir os degraus até a primeira base, para olharmos a figura de Hermann mais de perto. Entre os pilares, pode-se ler pequenas inscrições do tipo: "Só porque o povo alemão se afrancesou e ficou desunido é que Napoleão Bonaparte, imperador dos franceses, pôde subjugar a Alemanha".

Teutoburger Wald

Vista para a Floresta de Teutoburgo

Em meados do século 19, a Alemanha havia sido derrotada pelos franceses, encontrava-se politicamente esfacelada e almejava formalmente por um símbolo que pudesse representar a identidade nacional da qual as pessoas sentiam dolorosamente falta.

Aqui, a quase 30 metros de altura, tem-se a ideia da grandiosidade e da força simbólica desse herói nacional germânico. Fica também fácil imaginar como foram sendo criadas lendas em torno de Hermann e como ele foi, com o passar do tempo, sendo instrumentalizado por diversos interesses políticos e religiosos.

Hoje, o monumento, assegura Klaus Stein, mantém-se afastado de associações políticas e de apropriações nacionalistas. "É claro que aqui já aconteceram eventos de partidos e de alguns grupos quaisquer, mas, do ponto de vista atual, trata-se de um monumento pela paz, da mesma forma como era quando foi construído. Ele deve servir à compreensão entre os povos no sentido de um pensamento europeu", diz Stein.

Atrativo para turistas

O monumento é imponente, observa uma turista que faz parte de um grupo de caminhantes. Muita gente aprecia a Floresta de Teutoburgo sobretudo como região para fazer caminhadas. Segundo Klaus Stein, o monumento a Armínio recebe 500 mil turistas todo ano, que chegam até ali pelas mais diversas razões.

Um visitante conta que já esteve lá quando criança e quis rever o monumento em idade adulta. Um grupo de estudantes de Chicago também parece se entusiasmar. Os jovens já ouviram muito sobre Hermann nas aulas de história e estão ali pela segunda vez. Principalmente porque a Floresta de Teutoburgo é um ótimo lugar para fazer caminhadas.

Autora: Gudrun Stegen (sv)

Revisão: Carlos Albuquerque

Leia mais