1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Modeselektor apresenta sua música híbrida e cheia de energia no Brasil

Uma das maiores bandas alemã de música eletrônica da atualidade se apresenta na edição paulistana do festival Sónar, que tem também Kraftwerk, Mogwai e Justice.

Faz quase 20 anos que os músicos Gernot Bronsert e Sebastian Szary se conheceram. Originários da Alemanha Oriental, os dois amigos começaram a produzir música juntos e faziam parte da efervescente cena eletrônica que dominava Berlim após a queda do Muro.

Em 1996, eles se tornaram o Modeselektor e desde então vêm desenvolvendo uma sonoridade difícil de categorizar. Tendo o bom humor e a diversão como ponto em comum, os quatro álbuns da banda passeiam por gêneros como electro, hip hop, techno e IDM.

Flash-Galerie Berlin Festival 2011

Britânico James Blake é atração do festival Sónar

Sempre surpreendendo e inovando, os shows ao vivo da dupla realçam as batidas, quase sempre vorazes e hipnotizantes. O baixo marcado faz de suas apresentações ao vivo uma experiência inesquecível.

Os alemães são uma das atrações principais da segunda edição do Sónar São Paulo, que acontece nesta sexta-feira (11/05) e sábado na capital paulista. Eles se juntam aos também consagrados Mogwai, Chromeo, Jeff Mills e Kraftwerk e a novatos como James Blake, Criolo e Totally Enourmous Extinct Dinosaurs. A cantora islandesa Björk cancelou sua apresentação no evento no final do mês passado por causa de problemas nas cordas vocais.

Diversão e vanguarda

Essa não é a primeira vez do Modeselektor no Sónar. "A edição de Barcelona é um dos melhores festivais da Europa. Além de ser um evento impressionante, a seleção de bandas é sempre fantástica. O que mais gostamos é que, apesar da proporção que o festival tomou, ele ainda tem o mesmo clima e atmosfera dos primeiros anos, além de manter o seu charme intacto", declarou a banda em entrevista à DW Brasil.

Kraftwerk 2009

Veteranos do Kraftwerk também vão tocar em São Paulo

Criado em 1994 na Espanha, o Sónar se define como um festival que reúne música "avançada", artes, novas mídias e tecnologia. Seu formato é pioneiro por colocar lado a lado shows e eventos que misturam música, artes visuais, cinema e tecnologia. Emergentes e renomados artistas se misturam de modo excepcional, combinando vanguarda e diversão.

O festival acontece anualmente em Barcelona e desde 2002 em outras cidades do mundo. Londres, Chicago, Nova York, Seul, Tóquio, Lion, Hamburgo, Buenos Aires e Lisboa já sediaram o evento. São Paulo recebeu o festival em 2004.

O caráter eletrônico das primeiras edições do Sónar se modificou – assim como a própria música eletrônica – e abrange hoje diversos gêneros, a exemplo da música do Modeselektor. "Hoje os artistas têm mais coragem do que há 15 anos. Nos anos 1990 todo mundo estava preso a gêneros e subgêneros. As pessoas estão mais abertas. Sempre tentamos fugir de rótulos para não limitar nossa música", declarou Gernot.

Experiência audiovisual

Singer vom Radiohead

Tom Yorke, do Radiohead, é fã declarado do Modeselektor

O Modeselektor vem à América do Sul para apresentações no Chile, na Argentina e no Brasil, depois de uma bem-sucedida turnê nos Estados Unidos. “Foi muito bom apresentar as faixas de nosso último disco Moneytown. Fizemos dois shows no Coachella (festival californiano) e o ponto alto foi quando Thom Yorke subiu no palco para cantar Shipwreck”, relatou Gernot. 

Yorke, líder do Radiohead, já declarou diversas vezes que o Modeselektor é sua banda favorita. A dupla já remixou faixas da carreira solo dele e do Radiohead. O vocalista fez participações nos dois últimos discos da banda. Para as apresentações ao vivo, o Modeselektor conta com vocais pré-gravados da maioria dos convidados, mas produz sua batidas, loopings, bases e efeitos ao vivo.

04.11.2011 DW-TV POPXPORT modeselektor

O Modeselektor quer conhecer novos músicos brasileiros

A banda já esteve no Brasil e desta vez volta com show completo. Uma "experiência audiovisual imperdível" que mistura novas faixas e clássicos com luzes e projeções. "Cada vez que subimos ao palco fazemos um show diferente. Essa é a mágica de tocar ao vivo", disse Gernot. O coletivo de artes visuais Pfadfinderei é responsável pelas projeções.

Modeselektor em português

Além dos consagrados Alva Noto, DOOM, Mogwai e Rustie, o Modeselektor também quer conferir o show dos brasileiros no festival. Veteranos da cena eletrônica nacional, como DJ Marky, Patife e Gui Borato, dividem o palco com uma nova geração que transcende a barreira dos gêneros musicais, como Criolo, Psilosamples e Emicida.

"Gostamos muito da energia da música brasileira. Queremos passar mais tempo em São Paulo e trabalhar com alguns artistas e MCs locais. Sempre quisemos uma faixa com letras em português, mas ainda não temos ideia de com quem vamos colaborar. Queremos conhecer artistas novos. Por favor entrem em contato conosco através do site da banda", pediu a dupla.

Depois de sua passagem pelo Brasil, Gernot Bronsert e Sebastian Szary devem agitar os festivais do verão europeu e trabalhar com novos e consagrados artistas em seu selo Monkeytown Records. "Queremos ajudar novos artistas e também trabalhar com pessoas que admiramos. Nesse ano lançamos o álbum do Mouse on Mars e até o final do ano sai o disco do Otto von Schirach. Quem sabe não achamos tempo para lançar algum material novo do Modeselektor", diz Gernot.

Autor: Marco Sanchez
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais