1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Mistura de nacionalidades marca jogo entre Austrália e Croácia

Austrália e Croácia fazem jogo decisivo pela segunda vaga às oitavas-de-final da Copa do Mundo, no Grupo F, o mesmo do Brasil. A partida em Stuttgart ocorrerá simultaneamente ao jogo dos brasileiros, em Dortmund.

default

Australianos lutam para permanecer como segundo do grupo

Em segundo lugar, com três pontos, a Austrália só precisa vencer para garantir a vaga com o Brasil. Se empatar, têm que torcer para o Japão não vencer os brasileiros por três ou mais gols de vantagem. Já a Croácia, que tem um ponto, também precisa da vitória. Nesse caso, só perde a classificação se vencer de 1 a 0, e a seleção de Zico aplicar 2 a 0 ou mais no Brasil.

O técnico Zlatko Kranjcar faz duas modificações na Croácia para o jogo: Stjepan Tomas entra no lugar do suspenso Roberto Kovac na zaga, enquanto Ivica Olic substitui Ivan Klasnic no ataque. Na Austrália, Guus Hiddink não terá o zagueiro Tony Popovic, machucado. Assim, Brett Emerton deve jogar de lateral-direito, e Lucas Neill ao lado de Craig Moore na zaga.

A curiosidade da partida fica por conta da nacionalidade dos jogadores. Sete da seleção australiana têm origem croata, enquanto três do time europeu nasceram na Austrália. Nos Socceroos, Mark Viduka, Jason Culina, Tony Popovic, Josip Skoko, Ante Covic, Zeljko Kalac e Marco Bresciano são descendentes de croatas. Por outro lado, Josip Simunic, Joe Didulica e Anthony Seric, da Croácia, nasceram e cresceram na Austrália, mas preferiram jogar pela seleção do país de seus pais.

CROÁCIA x AUSTRÁLIA

Data: 22/06/2006 - Quinta-feira

Local: Gottlieb-Daimler-Stadion, em Stuttgart

Horário: 21h (16h de Brasília)

Árbitro: Graham Poll (Inglaterra)

Auxiliares: Philip Sharp e Glenn Turner (ambos ingleses)

Croácia

Pletikosa; Tomas, Simic e Simunic; Srna, Tudor, Niko Kovac, Babic e Niko Kranjcar; Olic e Prso.

Técnico: Zlatko Kranjcar

Austrália

Schwarzer; Emerton, Neill, Moore e Chipperfield; Grella, Culina, Cahill e Bresciano; Kewell e Viduka.

Técnico: Guus Hiddink

Leia mais