1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Ministro vê pouco perigo para alemães que vão à Copa no Brasil

Em entrevista, ministro do Interior e Esporte da Alemanha, Thomas de Maizière, diz que Berlim está enviando policiais ao Brasil e que, apesar da alta criminalidade, é baixo o risco para alemães no Mundial.

Também responsável pela pasta do Esporte, o ministro do Interior da Alemanha, Thomas de Maizière, afirmou ao jornal Die Welt, neste domingo (18/05), que considera reduzido o perigo para os fãs alemães que irão assistir à Copa do Mundo no Brasil este ano.

"Talvez não se possa ir a qualquer bairro", declarou o político conservador, "mas estou certo de que os fãs alemães, que se mostrem educados e entusiastas do futebol, serão muito bem-recebidos pelos brasileiros."

Thomas de Maiziere Neuordnung Islamkonferenz ARCHIVBILD

Thomas de Maizière, ministro alemão do Interior e do Esporte

O chefe de pasta acrescentou que, embora se trate de um país com alta taxa de criminalidade, o Brasil está fazendo tudo para a segurança dos jogadores e fãs. De Maizière informou que a Alemanha também enviará "um bom punhado" de policiais. "Os oficiais estão familiarizados com os hooligans aqui na Alemanha e vão compartilhar sua experiência com os colegas brasileiros."

Thomas de Maizière aconselhou aos torcedores: "Mostrem o seu entusiasmo pelo futebol. Mostrem de onde vieram ao levantar com orgulho a bandeira alemã ou ao se pintar nas cores preto, vermelho e amarelo-ouro. Sejam gentis e contidos. Então os brasileiros vão corresponder de forma positiva."

Quanto às chances de título para a Alemanha, expressou-se com cautela, pois "o topo ficou mais estreito", e vencer o Brasil em casa seria "um espanto". Por outro lado, ele viajará para ver sua seleção nas oitavas de final do Mundial, excluindo a possibilidade de uma desqualificação alemã antes disso. "A quarta de final é obrigatória", anunciou o ministro alemão.

CA/afp/rtr/sid

Leia mais