1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ministro da Defesa "é um pato manco"

Um dia depois de um relatório oficial atestar que a tropa alemã está mal equipada e sobrecarregada, o ministro da Defesa, Rudolf Scharping, é xingado de "pato manco".

default

Willfried Penner constata sobrecarga, insatisfação e insegurança na tropa alemã.

O ministro da Defesa da Alemanha, Rudolf Scharping, está politicamente incapacitado de agir, segundo a Federação das Forças Armadas. O presidente da organização de cúpula da tropa alemã, Bernhard Gertz, disse, em Berlim, nesta quarta-feira, que quando chama Scharping de "pato manco" está apenas descrevendo a sua atuação política muito limitada.

O ministro social-democrata não conta mais com o apoio do governo nem do seu partido (SPD), disse o coronel Gertz. Assim como a oposição conservadora, o militar espera a substituição de Scharping no Ministério da Defesa para depois das eleições de um novo Parlamento e do governo, em 22 de setembro.

O motivo da nova ofensiva contra o ministro da Defesa e membro mais criticado do gabinete do chanceler federal Gerhard Schröder é o relatório do encarregado do Parlamento para questões militares, Willfried Penner, apresentado nesta terça-feira (12). Ele aponta consideráveis deficiências nas Forças Armadas (Bundeswehr). Muitos equipamentos são mais velhos do que os soldados. Baseado em 5 mil queixas que colecionara em 2001, Penner constatou que os militares alemães estão mal equipados e se sentem duplamente sobrecarregados com as ações no exterior - como no Afeganistão e nos Bálcãs – e a reforma das Forças Armadas.

Extrema-direita - O relatório apresenta, porém, um dado positivo: o número de delitos da extrema-direita, por motivos racistas, xenófobos e anti-semitas, diminuiu levemente em 2001 em relação ao ano anterior. No ano passado foram registrados 186 casos de expressões racistas e xenófobas acompanhadas de uso da violência e pichação de slogans, produção e escuta de músicas com textos do gênero.

Dúvidas - A tropa alemã se queixa de limitações em sua capacidade de ação e parece estar perdendo a confiança em seus superiores, segundo o relatório. E o seu autor acrescenta: Soldados questionam o sentido de uma ação prolongada nos Bálcãs, criticam informações que recebem tarde demais sobre a missão no Afeganistão e não se identificam mais com o seu serviço. Onze anos depois da unificação alemã, o encarregado do Parlamento para questões militares criticou os soldos mais baixos pagos aos militares da região da ex-República Democrática Alemã, a RDA comunista.

Insegurança - Soldados que integram a tropa internacional de paz em Cabul reclamaram também que as medidas de segurança na capital afegã são insuficientes. Eles não dispõem de tanques com serviço de alto-falante e por isso são confundidos com soldados russos. Estes são malvistos pela população, porque a Rússia travou uma guerra de anos no Afeganistão.