1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ministra renuncia em protesto por reforma de Hollande

Christiane Taubira, um dos nomes mais populares da esquerda francesa, deixa governo por discordar da proposta de retirar a cidadania de franceses condenados por terrorismo e que tenham dupla nacionalidade.

default

Taubira ficou conhecida por liderar o movimento pela lei que legalizou o matrimônio homossexual na França

A ministra francesa da Justiça, Christiane Taubira, de 63 anos, renunciou ao cargo nesta quarta-feira (27/01), depois de discordar publicamente da proposta de reforma constitucional que

retira a cidadania francesa de pessoas condenadas por terrorismo e que tenham uma segunda nacionalidade

.

Taubira, que nasceu na Guiana Francesa, é um dos nomes mais populares entre os socialistas e ficou conhecida por liderar o movimento pela lei que legalizou o

matrimônio homossexual na França

. Ela é a política negra que ocupava o cargo mais elevado no governo.

Taubira é alvo frequente de críticas da extrema direita, incluindo

declarações de teor racista

. Sobre a renúncia, a líder da Front National, Marine Le Pen, disse que se trata de uma excelente notícia para a França.

Sobre a sua decisão, Taubira escreveu na sua conta do Twitter: "Por vezes, resistir significa ficar, outras vezes significa partir".

Um comunicado do presidente François Hollande afirma que Taubira será substituída pelo deputado socialista Jean-Jacques Urvoas, um político amplamente considerado mais alinhado ao primeiro-ministro Manuel Valls e também a Hollande.

AS/lusa/afp/rtr

Leia mais