1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Ministério admite que agentes podem estar mortos

A nova onda de violência no Iraque pode ter custado a vida de dois alemães. O Ministério das Relações Exteriores admite probabilidade de morte dos agentes desaparecidos.

default

Rebeldes sunitas em Falluja

Os agentes de elite alemães desaparecidos no Iraque desde quarta-feira (07/04) estão muito provavelmente mortos, admitiu neste domingo uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, em Berlim. Ela se reportou a informações atuais, sem contudo revelar detalhes. Segundo o canal de notícias Euronews, a bandeira alemã na embaixada em Bagdá já está hasteada a meio mastro. O Ministério do Interior já admitira no sábado a possibilidade de que os policiais — membros da unidade de elite antiterror GSG-9 — estivessem mortos.

Repórter britânico relata

A morte dos agentes foi veiculada como certa pelo jornal britânico Daily Telegraph, que estampa na primeira página de sua edição domingueira a foto de um morto, afirmando tratar-se de um dos alemães.

O repórter do jornal britânico que se encontra no Iraque relatou que o comboio do qual participavam os alemães atravessou em alta velocidade barreiras levantadas por rebeldes iraquianos. Os seis veículos estavam a caminho de Bagdá, provenientes de Amã, capital da Jordânia. Os iraquianos teriam saído em sua perseguição, tendo atingido com tiros os pneus do último veículo. Quando este bateu contra um edifício e parou, os rebeldes teriam assassinado os alemães e os enterrado numa cova aberta por eles próprios.

Apesar de todas as evidências, o Ministério das Relações Exteriores mantém a versão oficial, segundo a qual ainda falta a confirmação definitiva da morte dos agentes.

Leia mais